sexta-feira, 31 de Julho de 2015 10:55h

Semana do MEI será realizada em Divinópolis

O curso para os microempreendedores individuais será oferecido pelo Sebrae

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae) vai realizar na primeira semana de agosto a “Semana do MEI”, em Divinópolis. O curso irá orientar quem quer se formar um microempreendedor individual e para quem já é e quer melhorar a gestão dos negócios. As atividades serão realizadas de 3 a 8 de agosto, em Belo Horizonte e no interior mineiro.
No município, há atualmente mais de 8 mil microempreendedores, o que torna Divinópolis a décima cidade com o maior número de formalizadores do Estado. De acordo com o Sebrae, os empreendedores formalizados poderão participar de palestras sobre gestão, abertura de empresas, estratégias de vendas, atendimento e as vantagens e obrigações legais do MEI. Já quem não é formalizado, durante a programação os interessados poderão tirar dúvidas e se formalizar gratuitamente e na hora (desde que tenha a consulta prévia em mãos, ou seja, a autorização da prefeitura para registrar a empresa no local desejado).
Ao todo 14 cidades receberão curso de MEI.  Serão oferecidas, ainda, oficinas para o Microempreendedor Individual (SEI) – que incluem soluções como: SEI Controlar Meu Dinheiro, SEI Vender e SEI Comprar. As inscrições poderão ser feitas antecipadamente ou no local do evento. Em Divinópolis, o atendimento gratuito será realizado na Avenida Antônio Olímpio de Morais, n° 293, Centro, das 8h30 às 20h. Para mais informações: 0800-570-0800. As oficinas serão realizadas no Ponto de Atendimento do Sebrae em Divinópolis, na Rua João Notini, 304.

MUNICÍPIO
Uma pesquisa divulgada pelo Sebrae no final de 2014 apontou Divinópolis como o oitavo município que mais favorece o surgimento de novos empreendimentos e favorece o desenvolvimento de pequenos negócios. A pesquisa Índice de Competitividade Municipal comparou o grau de competitividade dos 853 municípios mineiros e das oito regiões de planejamento do Sebrae Minas. O índice de competitividade é baseado em cinco características: performance econômica, suporte aos negócios, capacidade de alavancagem do governo, quadro social e infraestrutura.
A cidade, que ocupava o 10° lugar, tomou a posição de Ipatinga, que agora ocupa a 13ª posição no ranking. “São cidades que apresentaram estruturas econômicas e institucionais favoráveis, como dinamismo econômico, incentivos governamentais e infraestrutura adequada para o surgimento de novos empreendimentos e estímulo à competitividade das empresas”, afirma o diretor de Operações do Sebrae Minas, Fábio Veras.
Entre as cidades mineiras que possuem o melhor ambiente para o desenvolvimento dos pequenos negócios estão, além de Belo Horizonte, Uberlândia, Nova Lima, Juiz de Fora, Uberaba, Poços de Caldas, Varginha e Sete Lagoas. Essas cidades mantiveram o mesmo desempenho na pesquisa de 2013.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.