Semas analisa formação profissional para pessoas em vulnerabilidade social.

09 MAI 2021

A Gerência de Parcerias da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) esteve na sede da instituição Samaritana, para elaboração de projeto destinado a ministrar cursos de capacitação na área de costura e artesanato, dirigidos a indivíduos em situação de vulnerabilidade social. 

 

O encontro, realizado na segunda-feira (03/05), contou com a presença de Leonardo Gomes, gerente de Parcerias da Semas, funcionários da Samaritana e membros do Sindicato das Costureiras (Soac) de Divinópolis, potenciais parceiros da iniciativa.

 

Dada a complexidade da situação daqueles com maior vulnerabilidade social em termos de acesso ao trabalho e à geração de renda, a Semas busca desenvolver ações que proporcionem oportunidades à população no mundo do trabalho.

 

Gomes confirmou que há dificuldades históricas para incluir os grupos mais vulneráveis no mercado de trabalho formal. “Tais dificuldades decorrem de fatores como baixa escolarização, falta de experiência profissional no mercado formal (muitas vezes exigidas pelos empregadores), quantidade limitada de vagas em creches e falta de recursos para custeio de meios de transporte, para citar os mais recorrentes”, disse.

 

A Constituição de 1988, art. 203, inciso III, define como um dos objetivos da assistência social a “promoção da integração ao mercado de trabalho”. Igualmente a Lei 8.742/93, Lei Orgânica da Assistência Social (Loas), art. 2º, inciso I, alínea c, define a “promoção da integração ao mercado de trabalho" como objetivo da política pública em questão.

 
 

© 2009-2021. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.