sexta-feira, 20 de Maio de 2016 08:38h Atualizado em 20 de Maio de 2016 às 08:41h. Prefeitura de Divinópolis

Semusa encerra vacinação contra a Influenza

Divinópolis atingiu meta de cobertura proposta pelo Ministério da Saúde

A campanha de vacinação contra a influenza A H1N1 em Divinópolis está encerrada. As últimas 1.900 doses residuais que existiam na cidade foram distribuídas nas unidades de saúde Central, Afonso Pena, São José, CSU, Nações e Ipiranga entre os dias 17 e 18 maio e já se esgotaram. Ainda não há informação, por parte do Estado, se a cidade receberá doses adicionais.

Diferente do que ocorreu em anos anteriores Divinópolis conseguiu atingir, antes do final da campanha, a cobertura vacinal proposta pelo Ministério da Saúde que é de 80% do público alvo. Até o final da tarde de ontem o boletim divulgado pelo Setor de Imunização da Semusa aponta que foram vacinadas na cidade 42.930 pessoas, o que perfaz uma cobertura vacinal de 86,72%.

 

 

 

As vacinas que ainda existem na Semusa são para atender as crianças que vacinaram pela primeira vez nesta campanha. Após 30 dias de ter tomado a primeira dose os pais ou responsáveis por estas crianças deverão retornar à unidade de saúde onde a criança recebeu a primeira dose para tomar a segunda e aí ficar imunizada contra a influenza.

“Nos anos anteriores têm-se um histórico de envio de remessas com maior percentual de vacinas o que proporcionava aos munícipes maior facilidade de acesso, sem enfrentamento de filas e com maior comodidade. No entanto, para este ano de 2016 o Ministério da Saúde, através do Estado, enviou as vacinas em seis remessas, situação que implicou em um menor número de vacinas em cada uma das 34 salas de vacina do município ao longo da campanha. A estratégia do município foi disponibilizar de forma igualitária os quantitativos de vacinas entre as 34 salas para que cada cidadão tivesse a mesma oportunidade de acesso à vacina”, explica Marcela Machado coordenadora do Setor de Imunização da Semusa.

 

 

 

 

Ainda de acordo com Marcela, finalizado o período de campanha previsto para dia 20 de maio, o município possui disponível nas salas apenas a reserva para a segunda dose das crianças, que terão acesso a esta dose na unidade onde recebeu a primeira dose. “Até o momento não há confirmação de novo envio de vacinas por parte do Ministério da Saúde / Secretaria de Saúde do Estado de Minas Gerais. Se esta situação se concretizar, considerando que o município não possui vacinas em estoque, a campanha estará finalizada para os grupos prioritários, ou seja, gestantes, idosos, portadores de doenças crônicas, crianças, trabalhadores de saúde e puérperas, sendo garantida apenas as 2ª doses das crianças que receberam a 1ª dose no período de campanha”, explica a coordenadora.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.