quinta-feira, 21 de Maio de 2015 10:34h

Semusa prepara programação para Dia Nacional da Redução de Morte Materna

Parto natural e saúde da mulher serão alguns temas tratados

A Secretaria Municipal de Saúde de Divinópolis (Semusa), por meio do Serviço de Apoio Técnico a Saúde da Mulher da Diretoria de Atenção Básica e Comitê Municipal de Prevenção ao óbito Materno, Fetal e Infantil, prepara uma agenda especial de atividades em comemoração ao Dia Nacional da Redução de Morte Materna e a Semana Mundial pelo Respeito ao Nascimento.

O objetivo é colocar os dois temas em discussão, uma vez que diz respeito a centenas de mulheres que são acolhidas pelo Sistema Único de Saúde. Para tanto, a programação contará, entre outras atrações, com uma exposição de fotos com o tema: “Apoio contínuo e cuidado empático no parto, questão de saúde pública e direito de todas”.

Esta exposição poderá ser visitada Hospital São João de Deus em 27 de maio, de 10 às 17h. Ela reunirá imagens de mulheres que vivenciaram o trabalho de parto e o parto de forma positiva e transformadora, com respeito aos seus direitos, segurança e privacidade. Paralelo a exposição, a Diretoria de Atenção a Saúde realizará orientações no que se refere à saúde da mulher tais como, nutrição antes, durante e pós gestação, questões envolvendo a amamentação e o parto normal.

Do dia 28 de maio a 2 de junho a exposição poderá ser vista no Shopping Pátio Divinópolis. Ao longo dos dias 28 e 29, marcando o Dia Nacional da Redução da Mortalidade Materna, serão realizadas ações de promoção da saúde da mulher. As visitantes terão a oportunidade de participar de oficinas de parto e amamentação promovidas pelos acadêmicos de enfermagem e medicina do Programa Nascer da UFSJ e profissionais da Semusa. A ACCCOM também participará oferecendo uma oficina informativa sobre diagnóstico precoce do câncer de mama e prevenção do câncer de colo de útero.

Ainda no dia 28 estudantes da escola de enfermagem HSJD assistirão ao documentário “O Renascimento do parto”. Logo após será promovido um debate conduzido pelo enfermeiro obstetra Elson Arantes Ortiz.

No dia 30 de maio, às 14h, acontecerá uma roda de bate papo e troca de experiências organizada pelo ISHTAR-Espaço para Gestantes. Esta roda de conversa estará aberta para as futuras mamães, acompanhantes e todos os interessados no tema.

Nos dias 31 de maio, 1º e 02 de junho, a partir das 15h, haverá uma tenda montada próxima à exposição. Nela será simulada uma sala de parto humanizado com plantão tira dúvidas multidisciplinar, palestras, bate papo e exibição de filmes até às 21h.
“O Dia Nacional de Redução de Morte Materna foi instituído por meio da Portaria 663/94 do Ministério da Saúde e tem com principal objetivo chamar a atenção da sociedade brasileira para o problema das mortes maternas e ampliar o debate público sobre o direito das mulheres”, explica Madalena Amaral Fernandes – Apoio Técnico em Saúde da Mulher.

Parto natural

De acordo com Apoio Técnico em Saúde da Mulher, Madalena Amaral, a programação que será realizada em Divinópolis na próxima semana está em consonância com o Ministério da Saúde que, por meio do Programa Rede Cegonha, quer estimular uma política que contemple o planejamento reprodutivo e a atenção humanizada à gravidez. Neste contexto, há estímulo ao parto natural que ganha novos adeptos. Este foi o caso da psicóloga Marcela Linhares, que em fevereiro deu a luz a uma linda menina num parto natural.
“Um parto simples, natural e sem intervenções...Consegui o que queria... Contar com a perfeição do nosso corpo para ser ativa nesse momento único: meu raio de luz nasceu com 3.330 kg e 48 cm em um parto lindo e humanizado e veio direto para os meus braços receber todo carinho, amor e muito leitinho! Muitas pessoas me perguntam sobre a dor! "Mas não dói?" E eu respondo: É claro que dói... E muito! Mas não é isso que fica. A dor é ressignificada e cada dorzinha era a Milla ficando mais perto de mim. Pensar assim muda tudo. Nós mulheres temos um poder imenso que Deus nos proporcionou e é isso que nos faz ter forças para assumir esse lugar.

Mas temos que buscar muito apoio, em todos os sentidos, para essa decisão. Nos nossos parceiros buscamos força, confiança e cumplicidade. Nos profissionais de saúde, buscamos respeito, informação e um olhar que acredite que as mulheres podem ser protagonistas e fazer boas escolhas. Somente assim podemos vivenciar um momento mágico de amor, dedicação e entrega”, conta emocionada Marcela.

São apoiadores desta programação desenvolvida pela Semusa o HSJD, ACCOM, ISHTAR, a ONG Parto do Princípio e o Shopping Pátio Divinópolis.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.