quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2015 11:05h Lorena Silva

Semusa promove ações educativas de combate à Dengue e Febre Chikungunya

Para nortear a população sobre o assunto, Secretaria criou maquete para representar espaços onde o mosquito pode estar presente

Com o objetivo de frisar ainda mais o combate à Dengue e à Febre Chikungunya, a equipe de Educação em Saúde da Prefeitura de Divinópolis preparou uma série de ações educativas para este mês – com atividades como teatro, panfletagem e roda de conversa.
Hoje, de 13h30 às 14h15 a equipe leva o “Teatro Fumacê” para a Unidade de Saúde do bairro Ipiranga. No mesmo horário, no Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Maria da Conceição Fernandes, no bairro Nações, haverá contação de histórias sobre o tema.
De acordo com a diretora de Vigilância em Saúde, Celina Pires, as ações educativas complementam as atividades de combate às doenças que já ocorrem no município e, segundo a diretora, essas atividades também serão realizadas de forma contínua em Divinópolis.
“A gente tem essas atividades diferentes das outras porque temos que verificar a questão das idades, dos locais onde vamos fazer as apresentações. Para crianças de maternal até dez anos, tem um grupo que faz contação de histórias, por exemplo. Fora isso, a gente tem outros tipos de mobilização que leva a mesma mensagem, só que para grupos diferentes”, conta Celina.
Ao final de toda apresentação do teatro educativo, os agentes educadores promovem uma roda de conversa para responder às dúvidas do público sobre Dengue e Chikungunya de forma objetiva e próxima dos participantes. Durante a roda de conversa são distribuídos panfletos elaborados pela Prefeitura e governos estadual e federal com informações técnicas sobre as doenças.

 

MAQUETE CIDADE
Além das apresentações e atividades educativas, a equipe criou outro mecanismo para esclarecer a população sobre assunto – a Maquete Cidade. Desenvolvida pela agente educadora Cristiane Rabelo, a peça é uma representação de Divinópolis e dos possíveis espaços onde o mosquito Aedes aegypti poderia estar depositando ovos.
Construída com material reciclável descartado ou com objetos doados pela Vigilância em Saúde, a maquete é uma forma de mostrar que em qualquer região do município podem ocorrer casos de Dengue e Febre Chikungunya. “A gente mostra pontos da cidade com os vários locais em que poderia estar criando o mosquito. Bem detalhado, a gente mostra caixa d’água, lixos nos quintais e em lotes vagos, que poderiam estar criando o mosquito e ajudando no aumento dos casos de notificação”, relata Celina.

 

Confira a agenda de atividades da equipe de Educação em Saúde para este mês:
12/02 - 8h - Contação de história no Cmei Maria da Conceição Fernandes, no bairro Nações
20/02 - 14h - Contação de história no Cmei de Santo Antônio dos Campos
24/02 - 8h e 14h - Contação de história no Cmei Santa Luzia
24/02 - 8h e 8h40 - Teatro Fumacê na Escola Municipal Professora Veneza de Oliveira, em Ermida
24/02 - 9h30 às 10h30 - Mostra educativa na Escola Municipal Professora Veneza, em Ermida
25/02 - 8h às 10h - Mostra educativa na Unidade de Saúde Lagoa dos Mandarins
26/02 - 7h40 às 08h20 - Teatro Fumacê na Unidade de Saúde Lagoas dos Mandarins
26/02 - 13h30 às 15h30 - Mostra educativa na Unidade de Saúde do bairro Tietê

 

 

Crédito: Divulgação / PMD

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.