sexta-feira, 10 de Julho de 2015 14:02h

Sétima Arte volta com quatro espetáculos no Usina Gravatá

Projeto Fazendo Arte apresenta musical com 250 jovens em cena

O prestigiado e aplaudido espetáculo “A Sétima Arte - Invenção dos Sonhos” do Projeto Fazendo Arte volta ao Teatro Municipal Usina Gravatá para quatro apresentações. Na noite desta quinta-feira (09/07), às 19h30, será a primeira apresentação, que continua na sexta-feira (10/07), sábado (11/07) e termina no domingo (12/07).

Devido ao sucesso do ano passado, o espetáculo volta a ser apresentado ainda dentro das comemorações dos 103 anos de Divinópolis. Em 16 cenas de teatro, dança música e artes plásticas, 250 artistas contam a história do cinema. O musical tem o roteiro e direção artística de Lene Pereira e produção geral de Lenir de Castro.

A peça começa com quatro jovens encontrando a personagem Doroti do filme Mágico de Oz. A partir deste momento a apresentação passa por filmes consagrados como “A Fantástica Fábrica de Chocolate”, o filme brasileiro “Central do Brasil” e o americano “Cantando na Chuva”. “Tropa de Elite” e “Chicago” também recebem homenagem do projeto. Charles Chaplin além de Titanic, Grease e Transformers completam a lista dos filmes homengeados pelo Fazendo Arte.

A diretora-geral, Lenir de Castro, destacou a preparação de meses para realização de quatro apresentações no Usina Gravatá.
“São quatro apresentações que preparamos com muito carinho. Nossa grande preocupação é com a qualidade, queremos que os convidados possam assistir a um bom espetáculo. Tudo precisa sair em perfeitas condições como a luz, figurino e cenário, além da interpretação dos alunos. O sucesso desse espetáculo é resultado do trabalho sério de uma equipe, dedicada e responsável”, afirmou Lenir.

Em 2014, o espetáculo “A Sétima Arte - Invenção dos Sonhos” do grupo Fazendo Arte levou 900 pessoas ao Teatro Municipal Usina Gravatá em três dias de apresentações.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.