quinta-feira, 19 de Novembro de 2015 10:07h Atualizado em 19 de Novembro de 2015 às 10:09h. Thais Fernandes

Simulador de direção será obrigatório a partir de Janeiro

Após portaria, serão obrigatórias em todo estado de Minas Gerais, para obter a CNH categoria “B”, 5 aulas em simulador virtual

Foi divulgada no diário oficial do Estado, a Portaria 1.377, de 9 de novembro de 2015, publicada  na edição de 12 de novembro, implantada pelo Departamento de Trânsito (Detran), a qual regulamenta a obrigatoriedade de aulas em simulador de direção virtual para obtenção da Carteira Nacional de Habilitação categoria “B”. Entra em vigor a partir de 01/01/2016, sendo obrigatória para os alunos que iniciaram o processo e para quem reabrir a pauta depois desta data.
No documento, são esclarecidas todas as necessidades e deveres a serem cumpridos pelas autoescolas, sobre o uso compartilhado do simulador (ou seja, quando há mais de uma autoescola utilizando do mesmo aparelho), espaço necessário, que deverá ser disponibilizado nas sedes das autoescolas (caso o Centro de Formação de Condutores não queira fazer o uso compartilhado), número de aulas, que poderão ser ministradas pelos instrutores (sendo 25 aulas práticas, onde 5 deverão ser no simulador), validação das aulas no equipamento, entre outras. As aulas serão realizadas após a certificação da conclusão do curso teórico e antes das aulas que serão realizadas nas ruas da cidade com os veículos credenciados.
O proprietário de uma autoescola, Carlinhos Consoli, explicou mais sobre o assunto, “a partir de janeiro, todas as autoescolas terão que ter o simulador, das 25 aulas de direção para a categoria de carro, que são obrigatórias, 5 deverão ser no simulador e 3 aulas são facultativas. Dessas 5 aulas, pelo menos 20%, ou seja, 1 aula deverá ser durante a noite (após as 18h), então há uma melhora na quesito encaixar os horários, satisfazendo melhor o aluno. Estamos na expectativa, uma vez que essas aulas são uma novidade. A princípio, foi cogitada a possibilidade de montar um simulador central, que iria atender todas as autoescolas da cidade, devido às condições de fornecimento ser específica, dificultando a entrada dele em Divinópolis, devido a isso, até o presente momento, está decidido que cada autoescola terá o seu próprio simulador”, informou.
Cada aula no simulador será de 50 minutos, o mesmo supervisor poderá auxiliar três alunos diferentes, desde que cada um esteja em um simulador, é o que regulamenta a portaria. Segundo Carlos, as aulas no simulador não irão alterar no valor dos pacotes “A principio, não haverá acréscimo em valor, quando, em 2013, foi cogitada a entrada do simulador na grade, as aulas teriam um valor diferenciado, onde se uma aula normal era R$40, a aula no simulador seria R$65, aproximadamente, hoje não, o valor que está sendo trabalhado é para manter o mesmo valor, não tendo um aumento substancial nos valores”. Explicou também que haverá sim um aumento nos preços dos pacotes, mas por outro motivo “O único aumento que terá agora, será devido à alta no valor dos combustíveis. As autoescolas já estão muito pressionadas, estamos mantendo os valores mesmo após as altas consecutivas nos valores do combustível, então, estamos tentando manter o preço durante este ano, mas em janeiro, infelizmente, teremos que realizar um reajuste na tabela de preços”, esclareceu.
O simulador está sendo comparado com vídeo games, porém por possuir um software exclusivo para simular o trânsito, é possível realizar varias manobras que irão facilitar e preparar o aluno para as aulas nas ruas com o veículo real, o deixando mais tranquilo para não se preocupar em bater o veículo ou deixá-lo “apagar” no meio da rua. O simulador já é usado para preparar os pilotos de aeronaves e também por pilotos de corrida.

 

Créditos: Thais Fernandes

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.