sexta-feira, 11 de Dezembro de 2015 09:05h Atualizado em 11 de Dezembro de 2015 às 09:13h. Mariana Gonçalves

Sind-UTE convoca servidores aposentados para receberem benefício parado há mais de dez anos

O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-Ute-MG) ajuizou ações requerendo a devolução dos valores relacionados ao Custeio de Pensão

O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-Ute-MG) ajuizou ações requerendo a devolução dos valores relacionados ao Custeio de Pensão, que corresponde à restituição do desconto previdenciário no valor de 4,8% da remuneração no período de junho de 2002 a abril de 2004 para servidores da educação que se sentiram lesados nesse direito e, por isso, recorreram ao sindicato. Conforme explicou a coordenadora do Sind-Ute, Maria Catarina Vale, a luta de mais de dez anos demorou, mas terminou bem sucedida. “Ainda temos processos em fase de execução, mas há processos concluídos e que, apesar dos esforços da sede central, os autores ainda não foram localizados para receberem os créditos a que têm direito. Se a pessoa mudar de endereço e tiver qualquer processo em aberto conosco, é necessário ligar na central em Belo Horizonte, ou aqui mesmo em Divinópolis, e informar a mudança”, afirma.
Ainda segundo Catarina, fazem parte deste processo de restituição e ainda não se manifestaram mais de 54 servidores de Divinópolis, e ainda profissionais das cidades de Carmo do Cajuru, Formiga, Arcos, Pedra do Indaiá, Lavras, Nova Serrana, Pitangui, Araújos e São Gonçalo. “Precisamos localizar essas pessoas, está muito difícil, então pedimos que as pessoas, por meio dessa reportagem ou também das rádios, que nos liguem no 37 3222 3326 ou passe aqui na sede do sindicato, na Antônio Olímpio de Morais, n°470, e deixe seu nome e telefone na portaria do prédio, com o Maurício, que entraremos em contato”, pontua a coordenadora do sindicato.
As pessoas envolvidas nesta ação têm até o fim deste mês para procurar o sindicato, caso isso não ocorra, o dinheiro irá retornar aos cofres do Governo. “Gostaria de explicar o seguinte, esse comunicado é para as pessoas aposentadas, ou não, porque talvez a pessoa continua na ativa ou então com o processo da rede estadual de ensino, não é gente que trabalhou na rede particular, na Prefeitura Municipal e nem aposentados do INSS, e sim quem trabalhou no Estado de Minas Gerais”, acrescenta Catarina.
Até o momento, somente duas pessoas, das várias que fazem parte da ação, foram contatadas.

 

 

DOCUMENTOS

Para o recebimento dos valores, o servidor deve apresentar a seguinte documentação: Cópia da Carteira de Identidade, Cópia do CPF, Contracheque atual, Dados Bancários do beneficiário (Banco/Agência/Conta), além disso, é necessário informar os dados para contato, como telefone fixo, celular e e-mail.
Estes documentos poderão ser encaminhados à sede da central por e-mail, para o endereço: pagamentojuridico@sindutemg.org.br ou por correio, direcionado A/C de Cyntia.

 

Créditos: Mariana Gonçalves

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.