quarta-feira, 13 de Janeiro de 2016 08:32h Atualizado em 13 de Janeiro de 2016 às 08:38h. Pollyanna Martins

Tarifa de táxi terá reajuste a partir de 1º de fevereiro

O decreto autorizando o aumento foi publicado ontem, e a tarifa teve um reajuste de 10%

Os divinopolitanos podem preparar os bolsos para mais um aumento. Foi publicado ontem, no Diário Oficial dos Municípios Mineiros, o decreto 12.024, que autoriza o reajuste da tarifa de táxi na cidade. O aumento de 10% valerá a partir do dia 1º de fevereiro, quando o valor da bandeirada, que hoje é de R$ 4,90, passará para R$ 5,40; a bandeira I, que é atualmente R$ 3,20, será R$ 3,58; a bandeirada dois, que é R$ 3,90, passará para R$ 4,36 e a hora parada, que hoje é R$ 19,70, será R$ 22,06.
O aumento deste ano é o mesmo do ano passado, quando a tarifa sofreu um reajuste de 10%, e os novos preços começaram a valer a partir do dia 17 de fevereiro. De acordo com o Sindicato dos Taxistas de Divinópolis, o aumento anual é necessário, para que os taxistas consigam acompanhar o aumento de gasolina e manutenção dos carros, fato que também foi considerado no decreto. “Considerando a solicitação do Sindicato dos Condutores Autônomos de reajustar as tarifas, sendo notável o aumento dos insumos utilizados, principalmente combustível, que representa 50% destes insumos”.
O reajuste foi aprovado também pelo Conselho Municipal de Trânsito (Comutran), após uma reunião realizada no dia 29 de dezembro de 2015. Em Divinópolis, há atualmente 88 táxis cadastrados na Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SETTRANS). Segundo o secretário municipal de trânsito e transportes, Simoníades Quadros, o aumento foi calculado com base na inflação do ano e só pode ser cobrado a partir da data estipulada pelo decreto, e após a correção do taxímetro. “O taxista só pode praticar o reajuste quando ele começa a valer, que é a partir do dia 1º de fevereiro. Eles [taxistas] dependem do INMETRO para fazer a correção do taxímetro. A partir do dia 1º fevereiro, se o taxímetro não for corrigido, o taxista só pode cobrar o aumento com uma tabela concedida pela SETTRANS, assinada pelo responsável do setor e com um selo da Prefeitura”, explica.
O sindicato esclareceu ainda que uma empresa autorizada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO) será contratada para fazer a alteração nos taxímetros, no dia 1º de fevereiro. A aferição dos taxímetros - processo de verificação do instrumento para ver se ele está medindo corretamente, e também se está indicando corretamente os valores referentes a essa medição – será feita pelo INMETRO no fim de fevereiro, ou início de março. A data ainda não está definida.

 


Créditos: Aaron Gabriel

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.