quarta-feira, 16 de Setembro de 2015 10:00h Atualizado em 16 de Setembro de 2015 às 10:03h. Pollyanna Martins

Tia Elza promove evento beneficente para ajudar a Vila Vicentina

Os ingressos serão vendidos antecipadamente na Vila Vicentina e no Espaço Tia Elza

A cantora Tia Elza vai promover amanhã, no Espaço Cultural Tia Elza, um evento beneficente para ajudar a Vila Vicentina. A cantora quer arrecadar fundos para a instituição, que enfrenta dificuldades financeiras desde o início deste ano. O evento será a partir das 20h, e a entrada, que custa R$ 15, já está sendo vendida antecipadamente na Vila Vicentina e no Espaço Cultural Tia Elza.
De acordo com a cantora, são esperadas 300 pessoas para curtir uma noite com muito samba, pagode e MPB. Além de Tia Elza, se apresentarão também Os Trutas do Pagode, e o cantor Jan Carvalho. “O evento é para arrecadar dinheiro para a Vila Vicentina, que está passando por dificuldades, como eu já fui lá cantar para eles [idosos] duas vezes, eu resolvi fazer algo para ajudar, e nos mobilizamos para realizar o evento. Nós vamos convidar outras pessoas para se apresentarem também, mas por enquanto, vão ser três apresentações”, detalha.
De acordo com o presidente da instituição, Israel Augusto de Castro, a dívida da Vila Vicentina está em R$ 75 mil. São assistidos no local 82 idosos e a despesa mensal gira em torno de R$ 56 mil, aonde são incluídos encargos, salários dos funcionários, medicamentos, contas de água e luz, mas a instituição arrecada cerca de R$ 48 mil, o que gera um déficit de aproximadamente R$ 8 mil. Segundo Tia Elza, o evento foi organizado para oferecer uma ajuda mais rápida para a Vila. “Eu vi pela mídia que eles estavam passando por este problema e falei para a gente fazer alguma coisa mais rápida para ajudar. Nós pensamos no que a gente tinha e estamos fazendo o evento”, conta. Os ingressos serão vendidos também na porta do evento.

 

VILA VICENTINA
A Vila foi fundada em 1944. Na época, o local abrigava cidadãos que saíam para trabalhar durante o dia e retornavam à vila para dormir à noite. Mas na década de 1970, as regras da instituição foram alteradas e a Vila passou a acolher somente pessoas idosas, em situação não somente de abandono, mas também àquelas que não tinham família. “Desde 2003, quando o Estatuto do Idoso passou a vigorar, ele considera que a partir de 60 anos, a pessoa já é idosa, então seguimos esse estatuto e acolhemos as pessoas a partir dos 60 anos. Primeiro é feito todo um processo de admissão com a assistente social, ela realiza visitas, faz as entrevistas, para depois admitir esse idoso. Atualmente, a nossa demanda tem sido mais pelos serviços de enfermaria, com pessoas do sexo feminino”, conta a assistente administrativa, Karen Maria Gonçalves.
A instituição oferece serviços médicos de um clínico geral e de um fisioterapeuta. “Procuramos oferecer também entretenimento com brincadeiras e passeios, tudo isso para dar uma melhor qualidade de vida a essas pessoas”, explica a assistente. Quem quiser fazer doações de fraldas e alimentos para Vila Vicentina, pode levar os donativos na Rua do Ferro, N° 411, Bairro Niterói. Para doações em dinheiro, a conta da Vila é no Banco do Brasil, Agência: 0372-7, Conta: 26676-0.

 

Créditos: Mariana Gonçalves

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.