terça-feira, 23 de Agosto de 2016 14:36h Mariana Gonçalves

Trabalhos da Semana Municipal da Pessoa com Deficiência começam quinta-feira

POR MARIANA GONÇALVES

mariana.goncalves@gazetaoeste.com.br

 

A VII edição da Semana Municipal da Pessoa com Deficiência inicia as suas atividades na quinta-feira, seguindo programação até o dia 2 de setembro. Com a temática “O futuro se faz com a conscientização de sua ação”, o evento objetiva mais uma vez chamar a atenção da população em geral para as questões de acessibilidade, entre outros assuntos relacionados às pessoas com deficiência.

A semana tem o apoio de várias entidades: Associação dos Deficientes do Oeste de Minas (Adefom), Centro de Convivência Salviano Avelar, Escola Estadual Helena Antipoff, Escola Municipal Raio de Sol, Pastoral dos Surdos, Superintendência de Ensino, Unifenas, Prefeitura de Divinópolis, Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência e APAE.
De acordo com o responsável pelo departamento de marketing da Adefom, Rod Santos, o primeiro evento agendado para 25 de agosto será o seminário na Câmara Municipal, com o Promotor de Justiça Ubiratan Domingues. Na ocasião, ele irá debater o tema “As Novas Nuances do Estatuto das Pessoas com Deficiência”. “Vai falar sobre a nova Lei Brasileira de

Inclusão, que traz uma série de direitos para a pessoa com deficiência, e contempla uma parcela maior”, acrescenta Rod.
No dia 28 de agosto, na Praça do Santuário, a partir das 8h30, será realizada a abertura da 1ª Paralímpiadas de Divinópolis, um evento inédito dentro da semana de atividades. Ainda na praça, serão realizadas apresentações culturais das instituições, exposições de artesanatos, prestação de serviços nas áreas de saúde, sociais, brincadeiras e música.

Para o dia 29, às 8h30, cada instituição promove sua atividade. Já em 30 de agosto, às 8h, será a conscientização em ação pela acessibilidade na Praça do Danilo Passos I.
Efetivamente, os jogos paralimpícos começam no dia 1 de setembro, a partir das 8h30, no Ginásio Poliesportivo Fábio Botelho Notini. No dia 2, será a final dos jogos, com a entrrega de medalhas.

Fechando o mês, será promovida a caminhada pela acessibilidade, com saída da Praça da Catedral. “É um trabalho de conscientização para a sociedade, sobre o que é lidar com a pessoa com deficiência. E, no caso da pessoa com deficiência, a semana é importante para que ela saiba mais sobre seus direitos”, completa Rod.

 

BRASIL

 

Conforme material publicado pelo portal Agência Brasil, dados do IBGE revelam que 6,2% da população brasileira têm algum tipo de deficiência. A Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) considerou quatro tipos de deficiências: auditiva, visual, física e intelectual. O levantamento foi divulgado em agosto de 2015 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) - estudo feito em parceria com o Ministério da Saúde.

Dentre os tipos de deficiência pesquisados, a visual é a mais representativa e atinge 3,6% dos brasileiros, sendo mais comum entre as pessoas com mais de 60 anos (11,5%). O grau intenso ou muito intenso da limitação impossibilita 16% dos deficientes visuais de realizarem atividades habituais como ir à escola, trabalhar e brincar.

O estudo mostra também que 1,3% da população têm algum tipo de deficiência física e quase a metade deste total (46,8%) têm grau intenso ou muito intenso de limitações. Somente 18,4% desse grupo frequentam serviço de reabilitação.

Ainda segundo o IBGE, 0,8% da população brasileira têm algum tipo de deficiência intelectual e a maioria (0,5%) já nasceu com as limitações. Do total de pessoas com deficiência intelectual, mais da metade (54,8%) tem grau intenso ou muito intenso de limitação e cerca de 30% frequentam algum serviço de reabilitação em saúde.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.