terça-feira, 6 de Setembro de 2016 15:45h Jotha Lee

Tráfego é liberado nas pistas suspensas sobre viaduto no anel rodoviário

Conclusão de duplicação do trecho está prevista para este mês

POR JOTHA LEE

jotalee@gazetaoeste.com.br

 

Pouco mais de um ano depois de iniciadas as obras de duplicação de quatro quilômetros do anel rodoviário, entre os quilômetros 123 e 127, a concessionária AB Nascentes das Gerais, que administra a MG-050, entregou no fim de semana quatro pistas superiores do viaduto que liga o anel rodoviário à BR-494, no sentido BR-262. As obras do viaduto foram concluídas no final de julho e o acesso já estava sendo utilizado.

As quatro pistas superiores – duas no sentido Belo Horizonte e outras duas no sentido contrário – já estão sendo utilizadas e, de acordo com a concessionária, as obras no trecho de quatro quilômetros serão concluídas ainda nesse mês. Ainda de acordo com a AB Nascentes das Gerais, essa frente de intervenções está compreendida entre os quilômetros 123 e 127 do anel rodoviário. Além do viaduto na interseção com a BR-494, que dá acesso à BR-262, Nova Serrana, Pará de Minas e ao Triângulo Mineiro, além de bairros de Divinópolis, foi feito um trecho em pista dupla. O investimento é de R$ 21 milhões e as obras atenderão a uma média diária de 12 mil veículos que passam pelo trecho.
O coordenador de obras da AB Nascentes das Gerais, Ian Sales, explica que ainda haverá pequenos trabalhos nos próximos dias. Ele aproveita para reforçar a importância de os condutores obedecerem à nova sinalização implantada. “É importante verificar as novas placas e sinalização horizontal que foram instaladas. Com esta obra, o tráfego terá maior fluidez e os usuários terão mais segurança”, afirma Sales.

Ontem, no meio da tarde, o trânsito era tranquilo e fluía ainda com mais facilidade com a utilização das pistas superiores, já que os veículos que seguem rumo à capital ou ao Sul do Estado deixaram de utilizar as vias marginais. Com isso, o acesso ao perímetro urbano de Divinópolis foi facilitado. Nesse feriado de sete de setembro, a previsão da Nascentes das Gerais é de 10 mil veículos no trecho, média menor que nos dias normais.

 

MAIS OBRAS

 

A duplicação dos quatro quilômetros do anel rodoviário, no trecho entre o bairro Bom Pastor e o acesso a Santo Antônio dos Campos (Ermida), começou no final de agosto do ano passado. A obra, se concluída até o final desse mês, conforme informa a concessionária, estará dentro do prazo previsto no cronograma. Esta é a primeira etapa da duplicação do anel rodoviário, anunciada no final de 2015. O projeto prevê 12 quilômetros de duplicação, compreendendo todo o entorno rodoviário da cidade. O projeto apresentado pela Nascentes das Gerais já passou por várias modificações, porém ainda não atende aos moradores da região nordeste, especialmente dos bairros Candelária, Santa Marta e Jardim das Oliveiras, que travam uma batalha junto ao governo do Estado para que sejam efetuadas modificações no plano inicial apresentado pela concessionária.

Em 2015, a concessionária fez a duplicação do anel rodoviário entre os quilômetros 120,86 e 122,5, compreendendo o trecho entre a ponte do Rio Itapecerica e o trevo de acesso ao bairro Niterói. Foi construída uma nova ponte sobre o Rio Itapecerica, e os investimentos atingiram a R$ 9 milhões. O contrato de Parceria Público-Privada (PPP) prevê a duplicação da MG-050 em Divinópolis do km 118,6 ao km 132,65.

Leia Também

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.