quinta-feira, 19 de Setembro de 2013 08:33h Atualizado em 19 de Setembro de 2013 às 10:09h.

Trio apresenta “Voar sem fim” amanhã em Divinópolis

Luiza Lara interpreta canções de Ge Lara, acompanhados por Renato Saldanha

“Voar sem fim" é o mais novo CD de Gê Lara, interpretado por Luiza Lara. Neste álbum, Gê encontra a voz perfeita para entoar as suas canções, algumas, que ficaram muito tempo sem voz e outras, mais atuais, que refletem sua maturidade musical.
Juntos, no cd, Gê e Luiza estão acompanhados por Renato Saldanha (violões) e Enéias Xavier (baixo acústico), formando assim um acorde perfeito, um equilíbrio raro de se ouvir.
Depois de passar por São João Del Rei (Teatro Santo Antônio -UFSJ), Rio de Janeiro (Solar de Botafogo), Belo Horizonte (Teatro Alterosa), Varginha (Teatro Marista), Ouro Preto (Teatro Municipal Casa da Ópera), Ouro Branco (Insólita Casa de Arte - Festival de Inverno), Coronel Fabriciano (Espaço Cultural Dom Lélis Lara - ICMG) e Itabira (Auditório da UNIFEI) o trio reapresenta o show em Divinópolis, no Auditório da Fiemg amanhã,  20:00h
Este show faz parte de um circuito aprovado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Ferlig.
Para retirar o ingresso, basta ir até a sorveteria Slep e doar duas caixas de leite longa vida ou dois quilos de alimento não perecível (exceto sal e fubá). Os ingressos são limitados.

 

 

Gê Lara

 


Cantor e compositor, nascido em Divinópolis-MG, em ambiente intensamente musical, teve suas primeiras experiências musicais participando do Coral “Pequenos Cantores da Cruz de São Damião” e “Pequenos Rouxinóis de Divinópolis”, quando também ensaiou os primeiros acordes no violão, como autodidata, aos sete anos de idade.
Depois de atuar em Belo Horizonte e outras cidades do interior mineiro, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde se aprofundou em canto coral e nos estudos teóricos da música. De volta à Minas, dedicou-se às próprias composições e atualmente vem pesquisando a música brasileira, especialmente as influências dos ritmos e festas do interior.
Em shows e gravações já dividiu o palco com: Pena Branca e Xavantinho, Osvaldo Montenegro, Tavinho Moura, Cláudio Nucci, Chico Lobo, Túlio Mourão, Vander Lee, Milton Nascimento, entre outros. Atualmente além de desenvolver um trabalho autoral, coordena os grupos Uirapuru Canto Livre e Coro Corinho.

 

Luiza Lara

 


Luiza Lara começou sua carreira aos 10 anos de idade, gravando jingles, e aos 14 gravou seu primeiro cd demo e clipe, para concorrer ao projeto “Jovens Talentos” da Rede Globo.
Decidida a seguir carreira de cantora, Luiza passou a fazer parte de grupo vocais, participou de oficinas de música e canto e começou a se apresentar nos palcos da cidade e interior do Estado. Ao lado de grandes amigos, artistas, e graças a eles, Luiza foi adquirindo maturidade e segurança no palco e em suas interpretações.
Luiza se mudou para BH onde cursou Fonoaudiologia, com especialização no Centro de Estudos da Voz em São Paulo, dividindo seu tempo entre a música e a Fono. Ao lado de Gê Lara, participou de vários festivais de música, gravações e shows. Em 2009 ganhou o prêmio “Cantoras D’Aqui” do BDMG, apresentando-se ao lado de grandes músicos mineiros como Cleber Alves e Túlio Mourão. Em 2010, foi semifinalista do prêmio “Divas da Música Brasileira”, produzido pela Icatu Seguros, no RJ e em SP.
Luiza já dividiu o palco em gravações e shows com: Tunai, Affonsinho, Telo Borges, Gê Lara, Túlio Mourão, Beto Lopes, Cleber Alves, Renato Saldanha, Anthonio, Jairo de Lara, Lemão, Cocoricoral, Sérgio de Castro, Rodrigo Rios,Vagner Faria, entre outros.
Em julho/2013 foi uma das convidadas do projeto “Viva Bituca” dividindo o palco com Milton Nascimento nos shows realizados pelo Inverno Cultural da UFSJ nas cidades de Divinópolis, Sete Lagoas e São João Del Rei.

 

Renato Saldanha

 


Renato Saldanha é autodidata, pesquisador das melhores sonoridades. Violonista, guitarrista, compositor e arranjador, é hoje uma das maiores revelações da música instrumental mineira. Participou de grandes produções como:
- Festival Internacional "Tudo é Jazz" em Ouro Preto, onde acompanhou o músico Túlio Mourão; SESC PAULISTA pela TV SENAC; SESC POMPÉIA com a cantora Ângela Evans; Festivais de Jazz com o baterista americano Jimy Duchowny;
- Renato Saldanha também é instrumentista do espetáculo "Missa dos Quilombos", produção carioca baseada na obra de Milton Nascimento. Já produziu discos de grandes artistas, como Saulo Laranjeira, Selma Carvalho, Gê Lara e Os Caras (Juba e Heraldo);
- Em 2005 acompanhou Ney Matogrosso no talk show Águas do Treme;
- Em 2007 fez uma de suas mais importantes participações ao lado da maestrina americana Maria Schneider, junto com mais 19 músicos brasileiros, interpretando sua obra no encerramento do festival “Tudo é Jazz” em Ouro Preto;
- Em 2008, ao lado de Wayne  Shorter , Ron Carter,Túlio Mourão e grande orquestra de Minas Gerais, participou da homenagem a Milton Nascimento no  encerramento do festival "Tudo é Jazz“.
- Em 2011 gravou em CD e faz parte da turnê dos artistas Túlio Mourão e Geraldo Vianna;
- Arranjador e direção musical do espetáculo "Mosaico" do grupo vocal Cocoricoral;
- Em 2012 shows com Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, Túlio Mourão, Gê Lara, Anthonio, Rodrigo Rios e Big Band, Jazz a Zero, Missa dos Quilombos (Portugal)
- Como diretor musical e instrumentista está em circulação com Gê Lara e Luiza Lara divulgando o CD “Voar sem fim”.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.