quinta-feira, 25 de Junho de 2015 11:01h Mariana Gonçalves

União Estudantil promove marcha contra o crack em Divinópolis

Será realizada na sexta-feira a “Marcha contra o Crack”

O evento terá concentração a partir das 9h na Praça do Santuário e irá se encerrar na Praça Candidés. A ação é de organização da União Estudantil de Divinópolis (UED) e conta com o apoio de diversas empresas e órgãos de representatividade do município.

De acordo com o vice-presidente da UED, André Luis, a marcha tem como objetivo iniciar uma discussão mais ampla sobre as drogas e seus efeitos, lembrando que com isso estamos falando também de cigarros e bebidas alcoólicas. “Queremos trazer principalmente os estudantes para essa conscientização, para que eles discutam essas questões. E ainda fazermos um alerta ao poder público para que ele também debate o tema drogas com mais frequência. Nós não queremos combater o usuário de droga, queremos combater a droga, por que é ela que está nas nossas famílias e na sociedade como um todo”, explica.

A organização espera a participação de cerca de 500 estudantes. Por meio da Superintendência Regional de Ensino todas as escolas foram convidadas a participarem. Durante o evento, haverá a participação dos integrantes da Usina de Rima, que farão a discotecagem após a marcha. A Associação Divinopolitana de Skate também participará do evento.

 

SOCIAL

A UED é o órgão de representação dos estudantes universitários e secundaristas, a entidade é a principal organização estudantil de Divinópolis. Com suas atividades interrompidas em 1989, a UED permaneceu adormecida, até que foi reativada em 15 de março de 2013 por estudantes de várias instituições de ensino na cidade.

“A nossa preocupação é bem ampla, costumo dizer que a União não pode ter um 'cabresto' e seguir somente naquela direção. O estudante movimenta o nosso comércio, as escolas, traz muitos benefícios à nossa sociedade, até por que ele está inserido nela, então por que só discutirmos assuntos de festa? Tem muito mais do que isso para discutir, temos bibliotecas, assuntos sociais como esse das drogas que atinge os jovens, então é isso que queremos, ampliar esses temas que são de relevância”, diz o vice-presidente da União.

 

LUTA DE TODOS

O empresário e universitário Matheus Costa falou sobre o convite para integrar e apoiar a marcha,  como ela será importante para o futuro da sociedade. “O André, João, Silas e o Jean foram grandes parceiros, eles é quem me fizeram esse convite para que eu me envolvesse nessa marcha. É um assunto que precisa ser tratado como muita atenção, dia 26 é o Dia Nacional de Combate as Drogas, então é um dia sugestivo para que a gente vá às ruas debater esse tema, juntamente com a população de Divinópolis”, comenta.

Conforme Matheus, o trabalho não irá se encerrar com a marcha, pois a UED está elaborando projetos para levar tal discussão para dentro das escolas. “Não somos especialistas quando se fala de droga, mas temos a vontade de ir atrás e ascender essa discussão na sociedade. Pretendemos levar para falar sobre o assunto pessoas que realmente já passaram por esse mundo, além de profissionais que lidam com esse problema. O trabalho não irá parar por aqui”, afirma.

Em Divinópolis, existem alguns projetos que lidam com o tratamento de pessoas com problemas com as drogas, no entanto, ainda é necessário que se façam mais ações voltadas para essa situação e que mais pessoas abracem essa causa.

 

Crédito: Mariana Gonçalves

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.