sábado, 19 de Março de 2016 04:34h Atualizado em 19 de Março de 2016 às 04:34h.

Universitários arrecadam alimentos para vila vicentina

Calouros da Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis de Divinópolis –FACED participam do projeto Trote Solidário

Uma iniciativa da coordenação, professores e acadêmicos do curso de Ciências Contábeis mobilizou os calouros da FACED. Para dar as boas-vindas aos ingressantes, foi realizado o Trote Solidário. A ação arrecadou alimentos que foram doados para a Vila Vicentina Padre Libério, em Divinópolis.
Segundo a coordenadora do curso, professora Jane Amorim, o Trote é uma estratégia que objetiva o entrosamento inicial com os colegas da turma servindo como um “quebra gelo”. É um momento descontraído, acompanhado de informações importantes que auxiliarão os calouros na adaptação, na sua chegada à faculdade.

 

 


O projeto objetiva também um debate sobre a postura dos alunos na Universidade com a participação na dinâmica de integração e comunicação, uma confraternização entre os alunos e a arrecadação de alimentos não perecíveis que foram doados para a Vila Vicentina Padre Libério. Segundo Jane, o projeto mobilizou os alunos para a consciência social, mostrando a importância da solidariedade, pois é uma oportunidade para que eles se integrem, exerçam a cidadania, a ética e conheçam o trabalho voluntário.

 

 


– É um passo relevante para se conscientizarem da importância deste tipo de atividade, e, desta forma, contribuir e valorizar as ações coletivas – conta a coordenadora.
Ainda de acordo com a coordenadora, com o desenvolvimento do projeto os objetivos propostos foram atingidos. 
– O projeto despertou nos alunos o espírito de equipe, amizade e solidariedade mostrando que eles podem ser um agente participativo, contribuindo para a transformação do ambiente acadêmico e da sociedade – destacou.

 

 


Com o projeto e apoio dos alunos iniciantes, foram arrecadados 250 quilos de alimentos. Para a estudante do primeiro período de Ciências Contábeis, Franciele Vieira da Silva, todos os colegas se esforçaram bastante para arrecadar os alimentos e que esta ação contribui para a transformação dos alunos como pessoa e profissionais.
– Acredito que é importante este tipo de ação, porque através dela, somos estimulados a pensar na sociedade e nas pessoas carentes. Para a escola, como formadora de cidadãos, é fundamental incentivar os alunos nestas questões – finaliza.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.