segunda-feira, 7 de Janeiro de 2013 06:10h Paulo Reis

Vagas para o EJA – Educação de Jovens e Adultos estão abertas

As inscrições estão disponíveis para as pessoas que tem vontade de concluir o ensino fundamental e médio em tempo menor que o tradicional

As pessoas que querem entrar o ano fazendo diferente e investindo nos estudos deve ficar atento para não perder as inscrições para o EJA – Educação de Jovens e Adultos. Este processo de ensino acelera a conclusão do ensino fundamental e médio para aqueles que ainda não o concluíram.
Quem estiver interessado em se inscrever deve procurar a escola mais próxima de casa e confirmar se esta oferece o EJA. Diversas escolas estaduais e municipais espalhadas pela cidade oferecem este tipo de ensino. Na rede estadual em Divinópolis o número de instituições que tem o segmento chega a marca de 10.
Segundo Wânia Noronha, Diretora Pedagógica da Superintendência Regional de Ensino de Divinópolis, caso a procura pelo curso seja grande a abertura deste sistema pode ser feita nas instituições estaduais ou municipais que ainda não oferecem esta modalidade escolar.
Wânia aponta que a cada ano a estimativa é de que a procura por esta modalidade de ensino diminua, mas na prática isso não acontece. A procura pelo EJA tem sido cada vez maior. A prova disto é o grande número de escolas que tem oferecido esta modalidade de ensino.
Outro fator que infelizmente dificulta a conclusão do curso é a desistência. De acordo com Wânia ainda é grande o número de pessoas que abandonam o ensino no meio do caminho, por motivos diversos.
Os horários de inscrição variam de acordo com o funcionamento das escolas. Os candidatos devem apresentar documento com foto e ter no mínimo 15 para ingressar no EJA do Ensino Fundamental e 18 para o EJA do Ensino Médio. O EJA do Ensino Fundamental tem duração de 3 anos e o Médio de um ano e meio. 
A maior parta das escolas que trabalham esta modalidade de ensino funcionam a noite, mas caso haja a procura, não se descarta a possibilidade de se abrirem turmas em outros horários, como por exemplo, na parte da tarde.
Esta modalidade de ensino é uma oportunidade oferecida àquelas pessoas que não completaram os anos da educação básica em idade apropriada por qualquer motivo, entre os quais é frequente a menção da necessidade de trabalho e participação na renda familiar desde a infância. 
Ainda no início dos anos 90, o ensino do EJA passou a incluir também as classes de alfabetização inicial.
O segmento é regulamentado pelo artigo 37 da Lei de Diretrizes e Bases da educação - LDB, ou lei nº 9394, criada em 20 de Dezembro de 1996. O EJA é um dos programa da educação básica que recebem repasse de verbas do Fundeb.
Em Divinópolis as escolas estaduais que oferecem o EJA são: E.E. Armando Nogueira, E.E. Engenheiro Pedro Magalhães, E.E. Joaquim Nabuco, E.E. Lauro Epifânio, E.E. Manoel Correa, E.E. Monsenhor Domingos, que atualmente está com alta procura para o programa. E.E. São Francisco de Paula, E.E. São Vicente, E.E. Vicente Mateus e E.E. Antônio Belarmino.
Wânia ainda esclarece que as pessoas que queiram prestar o ENEM - Exame do Ensino Médio e consigam alcançar a média das notas para aprovação tem o direito de receber o certificado de conslusão do Ensino Médio. Uma grande oportunidade para as pessoas que tem o conhecimento mas não tem tempo de cursar o EJA também. As opções para se concluir o ensino fundamental e médio hoje são vastas, lembra Wânia.
Segundo Wânia o plano curricular que especifica as diretrizes pedagógicas do EJA ainda não foi direcionado a Superintendencia Regional de Ensino. As mudanças quanto ao programa sempre mudam de um ano para o outro, mas o momento é de espectativa, afirma a diretora.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.