terça-feira, 20 de Janeiro de 2015 08:35h Atualizado em 20 de Janeiro de 2015 às 08:59h. Mariana Gonçalves

Vazamento na rua desperdiça água durante 48 horas no bairro Planalto

Alguns moradores da Rua Capitólio, no bairro Planalto, entraram em contanto com a reportagem da Gazeta do Oeste por causa de um vazamento de água que ocorre desde domingo

A enxurrada de água limpa desce a rua em grande quantidade e segundo os moradores da região, vazamentos são constantes. No entanto, dessa vez o volume de água está em maior proporção.
Em alguns pontos, nota-se claramente a água jorrando do chão e o asfalto está cedendo. O chão chega a afundar próximo de onde a água escorre. Diante da situação a Companhia de Saneamento Básico (Copasa) foi acionada pela população e a atitude dos funcionários da companhia causou grande revolta.
Um morador que preferiu não se identificar contou que a equipe esteve no local e somente colocou uma placa sobre o vazamento. Depois disso, foi embora e deixou o desperdício de água limpa continuar no local. Alguns moradores fizeram um vídeo do vazamento e postaram no Facebook, relatando a indignação com o ocorrido.
A crise da falta de água ainda não acabou. Diversas regiões do Brasil vivem ainda o drama de ter a torneira sem nenhuma gota do líquido. Em algumas cidades, a alternativa para driblar a escassez tem sido gastar mais comprando galões de água mineral – que já está sendo difícil achar no mercado.
Embora Divinópolis não tenha ficado desabastecida, o pedido para economizar água continua valendo. Contudo, cabe destacar que a conscientização não serve somente para a população.
Em nota, a assessoria de comunicação da Copasa informou que será feita manutenção em rede de maior diâmetro no bairro Planalto e que a atividade necessita de programação do serviço, com disponibilização de peças adequadas e equipamento de maior porte. Por essa razão o conserto foi programado para ocorrer hoje.
Por fim, a assessoria alegou que equipes monitoraram o local de modo a garantir que o vazamento encontrava-se controlado e sem potencial de risco.

 

Crédito: Mariana Gonçalves

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.