quarta-feira, 31 de Outubro de 2012 08:33h Carla Mariela

Vereadores esclarecem sobre reunião do Conselho Gestor referente ao contrato da Copasa

A reunião ordinária, que aconteceu ontem na Câmara Municipal, pautou dez matérias de ordem do dia. Todos os parlamentares presentes se pronunciaram durante a reunião. O vereador Beto Machado (PSDB) e Anderson Saleme (PR) ao discursar, destacaram a reunião do Conselho Gestor sobre o contrato da Copasa, na qual eles estão participando pela 4ª vez para as devidas melhorias nos bairros de Divinópolis.

 


Em entrevista, o vereador Beto Machado, esclareceu o objetivo da reunião. “Nós fomos nomeados para acompanharmos esse Conselho Gestor, todos os cronogramas de obras, todos os investimentos da Copasa, no que diz respeito à água e o esgoto de Divinópolis. Hoje a reunião foi proveitosa, nós buscamos inclusive apresentar junto aos representantes da Copasa a situação da falta de água no bairro Padre Eustáquio, região da Vila das Roseiras, e também a falta de água que está ocorrendo nesses últimos dias”, afirmou.

 


Ainda conforme Beto Machado foi apresentado a ele e Anderson Saleme, um problema mecânico na região citada, que já foi sanado, mas que a partir das obras que foram investidos mais de R$2,5 milhões, isso não ocorrerá mais. “Também foi apresentado o cronograma de tratamento de esgoto, como estão os andamentos da ETE, a 1ª estação de tratamento de esgoto, que será construída no Rio Pará, com previsibilidade de inauguração no dia 1º de junho de 2013 e também as outras obras, principalmente, a maior obra que é a despoluição do Rio Itapecerica, que já está prevista para dezembro. O projeto final da despoluição do rio será apresentado para a população demonstrando já um grande avanço, no que diz respeito ao esgoto de Divinópolis”, declarou.

 


Ao ser questionado sobre essa falta de água e por quais motivos a população não é avisada com antecedência, Beto Machado, contou que eles questionaram essa falta de comunicação por parte da Copasa, mas a empresa reiterou que as informações são repassadas para os órgãos de imprensa com antecedência de dez dias, isso segundo a manifestação dos representantes da Copasa. Ainda segundo Beto, os problemas técnicos ou mecânicos, são problemas que eles conseguiram sanar, mas devido ao calor excessivo, os reservatórios abaixaram e até que isso chega novamente a normalidade, a falta d’água ocorrerá.

 


O presidente da Câmara Municipal, Anderson Saleme (PR), ressaltou sobre a evolução que a Copasa tem feito no Município de Divinópolis. “Confesso que ainda não temos melhorias tão significativas, mas temos vários projetos que estão em andamento. Algumas obras já estão sendo desenvolvidas, já estão sendo executadas. Queremos então chamar a atenção da Copasa, da prefeitura, para que esses projetos, licenciamentos e obras sejam muito bem tratados, isso porque a população está ansiosa para as melhorias”, destacou.

 


Fazem parte do Conselho Gestor sobre o contrato de programa da Copasa; os representantes do Executivo, o assessor de governo João Luiz “Pancho”, também os representantes da secretaria de Planejamento, os dois vereadores Beto Machado e Anderson Saleme, e alguns técnicos do Executivo Municipal em conjunto com a diretoria da Copasa.

 


Sobre os Projetos de lei que foram votados ontem na reunião ordinária:

 


O 1º Projeto EM77/2012 foi aprovado com oito votos. Logo em seguida, o Projeto de Lei de número EM 020/2012, o vereador Antônio Paduano (DEM) pediu sobrestamento de até 15 dias para estudá-lo. O parlamentar Beto Machado (PSDB) sugeriu para que o secretário de meio ambiente, Pedro Coelho, esclarecesse sobre o projeto, uma vez que não foi apresentada nenhuma emenda em relação ao projeto.

 


O terceiro projeto foi prejudicado devido à ausência do autor. Já o 4º EM 062/2012, o vereador Edson Sousa (PSB), pediu sobrestamento de até 15 dias. Para Edson Sousa, esse projeto agride determinada lei. O vereador Edmar Rodrigues (PSD), parabenizou Edson Sousa e disse que espera que Edson diminua o sobrestamento e que libere o projeto até a próxima reunião, na quinta-feira. Anderson Saleme, então ressaltou que ficaria aprovado o adiamento de até sete dias do projeto EM 062/2012 e os demais projetos solicitados por Edson Sousa, ele pediu vista, são eles: EM 65, 66, 67 68 e 70. O projeto CM 060/2012 foi votado com 08 votos favoráveis e foi aprovado.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.