sábado, 12 de Março de 2016 05:49h Mariana Gonçalves

Vestidos de noivas serão vendidos em bazar beneficente

Quando o assunto é casamento, uma das várias preocupações da noiva é quanto ao vestido que ela irá usar, principalmente porque no dia do tão sonhado ‘sim’, os olhares dos convidados se voltam para os noivos, em especial para a noiva

Nos dias 14 e 15, as noivinhas terão uma oportunidade bastante especial, digo especial porque, além de achar o vestido dos seus sonhos, quem comparecer ao Bazar Beneficente estará também ajudando a Associação de Combate ao Câncer Centro-Oeste de Minas (ACCCOM).
O Bazar será realizado no Imperatriz Festas e Eventos, Rua Duarte, 70, bairro Catalão, das 18h às 22h. A entrada é gratuita, no entanto, a organização pede que, se possível, as pessoas levem pó de café para doar (a quantidade fica a critério próprio), esse donativo será encaminhado à Casa de Apoio mantida pela associação.
De acordo com a organizadora da ação social, Stephanie Tôrres, serão mais de cem vestidos de noivas e daminhas com preço máximo de R$500, todo o valor será revertido para a ACCCOM. “Vamos ter vestidos de daminhas também, com preço máximo de R$150. Pagamento em dinheiro ou cartão”, acrescenta a organizadora.

 

 

UNIVERSO DA NOIVA

Dentro do cronograma de ações do bazar, a abertura será marcada por um desfile, as modelos estarão trajando alguns dos vestidos disponíveis no bazar.
A ex-BBB e modelo, Amanda Gontijo, estará participando no dia do bazar, além dela, estão presentes também profissionais do mercado casamenteiro para apresentar produtos e serviços, como a Divina Panela, Celebrar, Cynthia Guimarães Confeitaria, DJ Kaju, Kelen Vivas Cerimonial, Doce Delícia, Diogo Chaves Filmes, entre outros.
O bazar contará com voluntários que irão ajudar as noivas na escolha dos vestidos.
O evento tem o apoio da Tuéz Design e Quality Lavanderia. Os vestidos foram doados pela empresa Zephora Alta Costura.

 

 

SOLIDARIEDADE

O sentimento de solidariedade motivado pelo amor ao próximo é o que levou Stephanie a querer, sempre que possível, dar a sua parcela de contribuição a causas como a da ACCCOM, por exemplo. “Queria ajudar não só com os R$10 por mês, queria algo maior, poder usar os contatos que tenho, devido ao meu trabalho em favor da causa que eu mais acredito, lá na associação eu sei que o dinheiro é muito bem empregado e administrado. Eu não tenho muita disponibilidade para ser voluntária, marcar um dia da semana e ir para lá, mas procuro pessoas para me ajudar a doar, me ajudar no bazar”, destaca.

 


Em específico, a ideia de fazer um bazar beneficente surgiu quando Stephanie percebeu que a iniciativa podia surtir resultados positivos. “Começou com o bazar que a Ana Carolina Meloni fez, com as coisas dela. Eu participei ajudando, e daí pensei o seguinte: ‘Vestido de festa todo mundo tem em casa, sobrando ou encostado no armário’, então eu pensei em conversar com algumas pessoas e tentar um bazar. Conversando com o Eduardo, da Zephora, ele me disse que tinha alguns vestidos na loja que poderia me ceder, foram 90 vestidos maravilhosos, consegui mais outros e fiz o bazar, foi um sucesso, vendemos tudo em questão de 3h. Depois, ele também comentou comigo que tinha algumas roupas casuais, e também alguns vestidos de noivas, com isso, eu peguei e fiz outro bazar, em partes, com a roupa casual e esse agora com os vestidos de noiva”, completa Stephanie.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.