sexta-feira, 8 de Janeiro de 2016 09:32h

Vistoria do transporte escolar e de táxi já começou

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte de Divinópolis (Settrans) deu início nesta segunda-feira ao período de vistoria de veículos de transporte escolar e taxis que prestam serviços na cidade

A previsão é que sejam vistoriados, até o dia 05 de fevereiro, 203 veículos do transporte escolar. Além desses, 88 taxis passarão pela mesma vistoria. “Para realizá-la os interessados devem comparecer a Settrans e regularizar sua documentação junto a secretaria”, explica Wilton Ezenclever da Silva - gerente de Projetos e Fiscalização de da Settrans.
Com a documentação em dia, continua Ezenclever, os donos de veículos são autorizados a realizar a vistoria numa empresa credenciada pela Settrans. “Durante a inspeção veicular, serão verificados equipamentos obrigatórios e de segurança como a parte elétrica, mecânica, os pneus, o cronotacógrafo e outros itens. Estando tudo nos conformes, os proprietários dos veículos receberão o Selo de Inspeção autorizando o transporte. Este selo é válido para todo o primeiro semestre de 2016”, pontua o gerente de Projetos e Fiscalização de da Settrans.
Ainda de acordo com a Settrans, os proprietários de vans e taxistas que não passarem pela vistoria estão sujeitos a multa de R$ 127,69 e perda de 05 pontos na carteira. Estando sujeito, também, a aprensão  do veiculo conforme artigo 230 do CTB. “A inspeção veicular torna-se importante porque dá maior segurança as crianças que utilizam o transporte escolar e aos passageiros que fazem uso do serviço de taxi na cidade”, conclui Ezenclever.
No que se refere à utilização de cadeira para as crianças menores nas vans que fazem o transporte escolar, elas só serão obrigatórias a partir de fevereiro de 2017. A vistoria acontece de 8h às 16h, na Inspecionar, empresa credenciada pelo município, localizada no Anel Rodoviário Presidente Tancredo Neves – Km 03, nº 8401, bairro L.P. Pereira.



Créditos: Juliano Vilela / PMD

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.