quinta-feira, 12 de Novembro de 2015 11:36h Atualizado em 12 de Novembro de 2015 às 11:44h.

Vladimir Azevedo faz visita técnica ao Centro de Especialidades Médicas

O Prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo, na companhia do vice-prefeito, Rodrigo Resende, do secretário Municipal de Saúde, David Maia

O Prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo, na companhia do vice-prefeito, Rodrigo Resende, do secretário Municipal de Saúde, David Maia, e do diretor do Campus Centro-Oeste Dona Lindu da Universidade Federal São João Del Rei (UFSJ), Eduardo Sérgio da Silva; fez uma visita técnica nesta quinta-feira (12/11) ao Centro de Especialidades Médicas (CEM). A unidade iniciou seus trabalhos na segunda-feira (09/11) em caráter experimental.

O CEM, localizado na Avenida Getúlio Vargas no antigo Pronto-Socorro, é fruto de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde de Divinópolis (Semusa) e a UFSJ, além do apoio do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região do Vale do Itapecerica (Cisvi). O novo espaço para a promoção da saúde se constitui em um campo de prática para os estudantes do município contribuindo para o atendimento à população. Como defende o prefeito Vladimir Azevedo.

“Um sistema que criamos, de integração, que duplicou o número de atenção do Programa Saúde da Família, dentro da Atenção Primária, e que possibilitou ter mais médicos em Divinópolis, e ter mais acesso a exames e a consultas; nos agora inovamos com este espaço que é o Centro de Especialidades Médicas. Teremos aqui mais de mil atendimentos mês, entre exames , assistência farmatologica, de enfermagem e atendimento médico de várias especialidades”, explica Vladimir.

O CEM surge como um reforço na assistência a saúde de Divinópolis oferecendo um serviço especializado. “As especialidades médicas oferecidas pelo CEM darão um a retaguarda importante para as nossas unidades de saúde que hoje são muito mais que tínhamos no passado - saímos de 14 para 32 unidades - mas que precisam de ter uma referência e o CEM surge com essa missão. Quem vai atender aos nossos pacientes é o professores dos graduandos em medicina, farmácia e em enfermagem. Incrementamos qualidade ao serviço que é oferecido”, destaca o secretário de saúde, David Maia.

O diretor do Campus Centro Oeste Dona Lindu/UFSJ, Sérgio Eduardo, ressalta a parceria com a prefeitura para a efetivação do CEM. “Com esta parceria que proporciona a abertura do Centro de Especialidades Médicas, fortalecemos o serviço, a assistência e transforma a questão da atenção secundária muito mais forte no município. Ao mesmo tempo em que a universidade passa a contar com um importante campo de prática”, argumentou Sergio.

 

Passo Importante

Na avaliação do prefeito Vladimir Azevedo, a parceria do município com a UFSJ tem ainda ambições maiores quando o assunto é promoção da saúde “Aqui é um grande piloto porque o Hospital Público funcionará numa grande parceria da prefeitura com a UFSJ e outras instituições.

Desta forma, o Centro de Especialidades Médicas é um importante piloto que temos para avançar, aprender a trabalhar juntos, cada vez mais, e fazer governança e governabilidade de instrumentos de saúde que dependem da grandeza de financiamentos e colaboração. E nada melhor que a universidade, sociedade e poder público avançar para uma melhor saúde pública”, diz Vladimir.

 

Estrutura

O CEM contará com especialidades nas áreas de endocrinologia, infectologia, reumatologia, nefrologia, otorrinolaringologia, urologia, ginecologia, cardiologia, pneumologia e cirurgia ambulatorial. Estão incorporados neste aparelho de saúde pública as ações do Centro Hiperdia, garantindo, assim, o atendimento aos hipertensos e diabéticos conforme compromisso feito pelo município.

Somado a estes atendimentos, a UFSJ manterá no CEM mais três ambulatórios específicos para enfermagem. Um de úlceras crônicas, outro relacionado à vacina e uma rede de cuidados com pessoas com deficiências que são estomias. Além de um ambulatório de farmácia.

“O município que por lei é obrigado a investir 15% do que arrecada com saúde estava fazendo mais, investindo em torno de 33% na saúde da nossa gente. Esse número demonstra que o governo municipal é comprometido com a saúde”, afirmou o vice-prefeito de Divinópolis.

 

Fase experimental

Até o final do ano o CEM operará em caráter experimental e de adaptação da equipe. Será um período de testes e aprendizados para, a partir de fevereiro de 2016, iniciar suas atividades de forma definitiva.  Dentro do calendário letivo dos residentes e alunos que fazem parte deste projeto.

A visita técnica ao prédio do CEM contou, ainda, com a participação dos vereadores Adilson Quadro, Edmilson Andrade, presidente da Comissão de Saúde, e do vereador José Wilson. Representantes da Atenção Primária da Semusa, técnicos da UFSJ e representante do Ministério Público também participaram da visita. Pelo menos 60 pessoas já foram atendidas pelo CEM nesses seus primeiros dias de funcionamento.

O Centro de Especialidades Médicas atenderá a população de segunda à sexta-feira, das 7h às 18h. Os encaminhamentos para o Centro de Especialidades Médicas Semusa/UFSJ serão feitos por meio das unidades de saúde.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.