terça-feira, 31 de Março de 2015 10:06h Atualizado em 31 de Março de 2015 às 10:08h. Jotha Lee

Voos comerciais são remarcados para 1 de junho

Companhia reafirma atraso nas obras de adequação do aeroporto

Trinta dias depois do último anúncio de adiamento para início dos voos comerciais ligando Divinópolis à Campinas, a Azul Linha Aéreas, empresa que vai operar a ligação, anunciou nova data para começar suas atividades na cidade. Anteriormente fixada em 4 de maio, a data para início das operações foi remarcada para 1 de junho. Esse foi o sexto adiamento da data para a ligação aérea comercial entre Divinópolis e a cidade do interior paulista.
Chama a atenção o fato das contradições entre as informações dadas pela Prefeitura e a Azul Linhas Aéreas. Ontem a companhia repetiu o que vem dizendo desde o primeiro adiamento da data, reafirmando que o início dos voos ainda não se efetivou em razão do atraso na adequação do Aeroporto Brigadeiro Cabral às exigências da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).  “Confirmamos que esse novo adiamento foi provocado pelo motivo já recorrente da de atraso nas adequações das obras do Aeroporto. A Azul não comenta o posicionamento da Prefeitura sobre o caso”, informou a assessoria de imprensa da companhia.
Ontem a Diretoria de Comunicação da Prefeitura reafirmou que o aeroporto está pronto para receber os voos comerciais. Como havia informado anteriormente, a Prefeitura garantiu que tudo o que dependia do município já foi feito e agora só depende da companhia aérea para que os voos sejam iniciados.

 

INCÊNDIO
Embora o secretário Paulo Cesar dos Santos, titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, assegure que o aeroporto está pronto para receber os voos do turboélice ATR-72, ainda há algumas exigências da ANAC que não foram cumpridas. Entre elas está a brigada de incêndio, exigência em todos os aeroportos brasileiros. O secretário anunciou que a brigada estaria em Divinópolis há 20 dias, porém isso não aconteceu. De acordo com uma fonte, o caminhão da brigada de incêndio deve chegar hoje de manhã.
A instalação do detector de metais, também exigência da ANAC, ainda não aconteceu. O equipamento é obrigatório em todos os aeroportos e a previsão do secretário Paulo César dos Santos era de que estaria instalado na primeira semana de março. Ontem, a mesma fonte confirmou à Gazeta do Oeste que o equipamento ainda não chegou a Divinópolis.

 

Crédito: Jotha Lee

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.