segunda-feira, 8 de Outubro de 2012 10:21h Erik Ulysses

Zonas eleitorais tiveram movimentação tranquila na parte da manhã. Algumas chamaram a atenção pela sujeira de panfletos nas ruas

As eleições em Divinópolis na parte da manhã ocorreram de forma tranquila. Em duas zonas eleitorais visitadas no período, a movimentação era intensa, porém sem gerar grandes filas, em outras duas havia pouca ou nenhuma movimentação.

 

O Colégio Municipal Centro Técnico Pedagógico (Cetepe), no São Sebastião, é uma das maiores zonas eleitorais de Divinópolis, contando com 14 seções de votação. O Cetepe foi visitado por volta das nove horas da manhã e apesar da grande movimentação as filas para a votação não estavam grandes e os eleitores não demoravam em votar. A rua da escola estava tomada de panfletos de candidatos, tanto a prefeito quanto a vereador, também podiam ser vistos diversos banners dos candidatos espalhados pela rua.

 

De acordo com Almir Nogueira, técnico de apoio das eleições no Cetepe, funcionou no local uma seção de acesso facilitado para aqueles eleitores que tem dificuldades na locomoção ou algum problema físico. Almir contou que para votar nessas seções o eleitor teria que ter realizado uma inscrição solicitando a votação nesses locais. Como muitos não fizeram essa solicitação a seção teve uma quantidade de eleitores abaixo do que seria possível atender, foram apenas 193 cadastrados quando o número poderia ter sido maior.

 

Por volta das 11h30 no Colégio Roberto Carneiro, no Centro, a movimentação era muito tranquila, não havia filas e em algumas seções passavam-se até alguns minutos sem entrar qualquer eleitor. A rua do colégio também contrastava com as ruas das outras zonas eleitorais, não haviam panfletos, banners e nem botons espalhados pelo chão. De acordo com uma fiscal, no local votam muitos idosos, como o voto para eles não é obrigatório muitos deixam de comparecer em suas seções.

 

Já o Centro de Educação Integral foi visitado no horário de almoço e havia poucos eleitores circulando pelos corredores e assim como o Colégio Roberto Carneiro a rua estava limpa. Segundo a técnica de apoio da seção, Cláudia Mesquita, entre as 8 e 9 horas houve muita movimentação no local, sendo que em uma seção a fila para a votação ficou de tamanho considerável. Cláudia disse ainda que a zona eleitoral teve problemas simples, como eleitores que não levaram títulos e não se lembravam quais eram as suas seções e outros que não levaram documentos com fotos, item indispensável para a votação.

 

Ela disse também que um eleitor que estava com o título de eleitor bloqueado causou um princípio de confusão, porém após ameaçarem chamar a Polícia Militar o eleitor foi embora.

 

Em nenhuma das quatro zonas eleitorais em questão ocorreram problemas relacionados com urnas eletrônicas ou com boca de urna.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.