quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012 09:00h

A novela Montillo continua, e Santos não abre mão de ter o craque ao lado de Neymar

O Santos fez uma proposta oficial para ter o argentino Montillo, mas os valores não teriam agradado a cúpula celeste que recusou a investida do Peixe.

O dirigente celeste deixou claro que a Raposa não tem intenção de vender o armador, e pediu para que os clubes deixem Montillo em paz. “Teve uma proposta. O diretor do Santos esteve aqui, fez uma proposta, mas foi muito abaixo, e o Cruzeiro disse para ele que não. Mas não tem esse tsunami que estão fazendo. Deixem o Montillo em paz. Se quiser vir conversar com o Cruzeiro, venha, como o Santos fez. Não queremos fazer esse tsunami, porque não existe. O Cruzeiro não quer se desfazer do Montillo, queremos montar um time forte e ele está nos planos. Não vamos vender”, garantiu.
Alexandre Mattos não quis revelar o preço dos direitos econômicos de Montillo, mas no início da temporada, o presidente Gilvan de Pinho Tavares afirmou que o jogador não deixaria o clube por menos de 15 milhões de euros, cerca de R$ 44 milhões. A proposta do Santos teria sido inferior a 10 milhões de euros, aproximadamente R$ 27 milhões, valor que o Cruzeiro não aceita pelo argentino. “Ano passado ninguém chegou com 15 milhões de euros. Se chegar sou homem de palavra e não posso segurar. Quase todos nos procuraram do Brasil, mas com propostas abaixo. Tem que chegar com dinheiro e muito dinheiro”, declarou Gilvan Tavares.
A recusa do Cruzeiro, após o Santos apresentar a sua primeira proposta para a contratação do meia Montillo, não fez os dirigentes do Peixe descartarem a possibilidade de contar com o futebol do argentino em 2013. Tanto é verdade que o clube praiano já elaborou uma nova oferta para a Raposa, aumentando os valores envolvidos, caso a negociação seja fechada.
Como os primeiros números apresentados não agradaram os mineiros, a direção santista propôs 5 milhões de euros (aproximadamente R$ 13,8 milhões), mais a inclusão do volante Henrique na transação. Mesmo com Henrique fazendo parte do negócio, a cúpula alvinegra não chegaria aos 10 milhões de euros (cerca de R$ 27 milhões) pretendidos inicialmente pelo Cruzeiro. Porém, o Santos está confiante que, desta forma, a Raposa pode ceder, principalmente pela vontade de Montillo em se transferir para a Vila Belmiro.
Além disso, os dirigentes do Peixe confiam que o Banco BMG, patrocinador principal da camisa santista e, também, do uniforme do time celeste, aceitaria permanecer com 20% dos direitos econômicos do meia. Vale lembrar que o Cruzeiro é dono da maior parte dos direitos do jogador argentino: 60%. O restante é ligado a um grupo de investidores.
Com esta operação montada, o Alvinegro Praiano acredita que o desconforto gerado junto à direção da Raposa deve ser superado. Os cruzeirenses não gostaram das declarações do vice-presidente do Santos, Odílio Rodrigues, que revelou um acerto com Montillo para a transferência, que previa um contrato de três anos.
Odílio, por sua vez, conversou por telefone com o presidente celeste, Gilvan de Pinho Tavares, na noite desta terça-feira, esclarecendo alguns pontos e colocando um ponto final no mal-estar entre as duas equipes. Sendo assim, o Peixe aguarda uma resposta dos mineiros sobre a nova oferta apresentada. Mas, além dos santistas, o São Paulo também tem interesse em Montillo. O Tricolor Paulista aceitaria desembolsar R$ 10 milhões e ainda deseja incluir o meia Cícero e, possivelmente, o volante Casemiro na troca. Fora isso, rumores dão conta que o Fluminense também desejaria contar com o futebol do meia argentino na próxima temporada.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.