quarta-feira, 26 de Janeiro de 2011 00:00h

A partir de agora derrota pode significar eliminação

Luciano Eurides

A Comunidade Rural do Choro promove o Torneio Nossa Senhora da Conceição, competição que antecede todas as disputas do futebol amador da cidade e por isso conta com uma excelente participação. No sábado abriu-se a terceira rodada, o Colorado e Comunidade do Choro empataram sem gols.

O jogo entre as equipes foi bem fechado. O Colorado não conseguia encaixar os contra ataques, os atacantes não constituíam as jogadas criadas, em gols.

No segundo tempo foi um jogo mais aberto. O Colorado veio com apetite de gol, esbarrou na defesa do Choro bem posicionada. A ligação direta começou a funcionar para os jogadores do Colorado e as jogadas estavam se tornando perigosas.

O time da comunidade do Choro esteve muito próximo do gol em uma bola que o ataque e a defesa cabecearam e nada de atingir a meta, o festival de futevôlei prevaleceu até que o goleiro Linho saiu e pegou a bola. O Colorado dominava e girava, mas Zé Carlos bem colocado defendia. Welber fez o lance mais bonito do jogo. O goleiro Zé Carlos foi para o campo de ataque, a bola sobrou para Welber que do campo de defesa cobriu todos e a bola tocou a trave.

O treinador do Colorado Camilo Léllis ficou satisfeito, pois manteve a invencibilidade da equipe. “O gol não saiu porque o time do Choro marcou sob pressão e o juiz deixou a desejar”, falou o popular Cuié.

O técnico do Choro também disse que o resultado ficou de bom tamanho. “O time do Colorado é muito bom.
Oportunidades nós tivemos, mas o gol não saiu. Expectativa de vitória no próximo jogo”, disse Bedeu.

A equipe do Colorado reclamou muito da arbitragem de Libério Coelho. O árbitro apitou sem auxiliares. Os dois times não colaboraram e se jogaram muitas vezes, umas faltas marcadas e outras não.
Inexplicável

Assim foi definido o empate entre Quilombo e Choro EC. O time da casa perdia por 4x0 até os 25 minutos do segundo tempo, quando então iniciou a reação. Segundo os jogadores do Quilombo não houve nenhuma influência da arbitragem. Uma explicação coerente foi a saída do atacante Chokito, ele estava prendendo bem a bola no campo de ataque, no lugar dele entrou Miltinho, jogador de muita velocidade. A troca não foi boa, os passes deixaram de encaixar e assim o time da casa encontrou um espaço e soube com muita categoria usá-lo.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.