terça-feira, 18 de Janeiro de 2011 00:00h

Acaba a concentração cruzeirense

Os jogadores do Cruzeiro ganharam uma folga após ficarem concentrados por dez dias na Toca da Raposa II, os atletas comentaram como fizeram para lidar com a saudade da família e passar o tempo livre entre um treinamento e outro. Os atletas da Raposa foram unânimes em dizer que a estrutura do clube e a boa convivência de todos os profissionais colaboradores do time cinco estrelas facilita muito o período de confinamento.

O zagueiro Edcarlos enaltece o ambiente da Toca da Raposa e frisa que a energia e o alto astral dos atletas mais jovens contagiam a todo o grupo. “Aqui é bem agradável, graças a Deus o grupo é bem descontraído, todo mundo brinca, todos se dão bem. Aqui tem muitos jogadores jovens, com muitas brincadeiras diferentes e assim o dia passa e nem percebemos”, comentou.

O atacante Thiago Ribeiro destacou a alimentação oferecida no hotel do centro de treinamento cinco estrelas. Mesmo com tantas boas opções de restaurantes em Belo Horizonte, o jogador tem preferência pela comida feita pelos profissionais da Toca. “A comida da Toca é muito boa, é difícil achar um lugar que tenha uma comida tão boa quanto a daqui”, afirmou.

O que não falta para os jogadores é entretenimento nos momentos de descanso. O lateral Diego Renan conta o que cada atleta gosta de fazer e assegura que todos compreendem e concordam que é necessário passar por esse período de concentração. “Está tranquilo, a gente brinca bastante na concentração, tem videogame que alguns jogam, outros preferem ver filme, acessar a internet. Sabemos que é necessário ficar aqui e não tem problema nenhum”, disse.

A partir de ontem os jogadores não ficarão mais concentrados na Toca II. Após cada dia de trabalho pela pré-temporada, o elenco será liberado.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.