sexta-feira, 16 de Novembro de 2012 05:46h Gazeta do Oeste

Agente confirma sondagem azul por Rafinha, mas presidente impõe condição

Interessado na contratação do meia-atacante Rafinha, o Cruzeiro terá que acertar uma pendência do passado com o Coritiba para tentar trazer o jogador. Quem garante isso é o presidente do Coxa, Vilson de Andrade, que reclamou de uma dívida celeste em relação ao armador Dudu, que vestiu a camisa do time paranaense em 2010 e no ano seguinte retornou para a Toca, sendo vendido para o Dínamo de Kiev por cinco milhões de euros.

”O Cruzeiro nos deve alguma coisa do Dudu, que não pagou ainda. Antes de conversar com algum jogador do Coritiba, eles têm que nos pagar primeiro”, disse o presidente do Coritiba.

Dono de parte dos percentuais de Rafinha, o empresário Luiz Alberto de Oliveira comentou que há um interesse celeste em fechar com o atleta, mas que uma proposta oficial ainda não foi feita.

“Interesse existe, mas ainda não há proposta oficial. O Cruzeiro sondou o Coritiba. É negócio de clube para clube, mas não sei se o Coxa já passou os valores”, afirma o agente.

O Superesportes apurou com uma fonte que o Cruzeiro já teria acertado os valores com o jogador, mas como ele tem contrato com o Coxa até 2014, a equipe precisa entrar em consenso com o Coritiba. Caso contrário, o mandatário paranaense irá dificultar a transação.

“Depende de liberação nossa. Mas, agora, se o Cruzeiro tiver R$ 30 milhões para depositar em juízo, ele leva sem conversar com a gente”, garante Vilson de Andrade.

O Cruzeiro informou que resolve pendências burocráticas para fazer o pagamento ao Coritiba de 10% da venda do meia Dudu, sobre o direito de vitrine. O clube celeste, no entanto, nega que tenha interesse no meia-atacante Rafinha.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.