sexta-feira, 23 de Novembro de 2012 04:10h Gazeta do Oeste

Alex Silva puxa a fila de rescisões

Após se reunir com a Diretoria do Cruzeiro e definir a não renovação do seu empréstimo, que terminaria no dia 31 de dezembro, e a sua liberação antecipada, o zagueiro Alex Silva, que disputou apenas três partidas

Após se reunir com a Diretoria do Cruzeiro e definir a não renovação do seu empréstimo, que terminaria no dia 31 de dezembro, e a sua liberação antecipada, o zagueiro Alex Silva, que disputou apenas três partidas e se lesionou na estreia da equipe no Campeonato Brasileiro, no empate em 0 a 0 com o Atlético-GO, no dia 20 de maio, no Parque do Sabiá, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro.

 


Ele destacou a ótima relação entre ele e o Clube, no período em que ficou em recuperação de uma cirurgia no joelho esquerdo, após rompimento do ligamento cruzado anterior. “Fico triste, não pelo fato da lesão, mas porque gostaria de ter contribuído um pouco mais. Mas, ao mesmo tempo, fico feliz por ter conhecido um grande Clube que é o Cruzeiro, por ter conhecido pessoas profissionais e competentes, coisas que você não encontra fácil em clubes de futebol. O Cruzeiro sempre foi correto comigo, sempre cumpriu com suas obrigações, e eu não tenho do que reclamar”, comentou o defensor.

 


Alex Silva disse que gostaria muito de ter ajudado o Cruzeiro, e lembrou com carinho da recepção que teve no aeroporto de Confins quando desembarcou para assinar contrato com o Clube, quando foi recebido com festa e carregado por vários Torcedores. O zagueiro deixou uma mensagem para o Torcedor cruzeirense. “A tristeza maior é pela forma carinhosa como a Torcida me recebeu, e eu gostaria muito de ter honrado a camisa do Cruzeiro como honrei todas as outras equipes em que passei, e de ter colocado o Cruzeiro no lugar em que ele merece estar sempre, em torneios internacionais e até mesmo buscando o título do Campeonato Brasileiro. Mas são coisas de Deus, que acontecem, a lesão aconteceu. Fico feliz por ter vivido em um ambiente agradável, com profissionais competentes, uma verdadeira família. Peço desculpa aos Torcedores do Cruzeiro, pela lesão, que me impediu de retribuir o carinho que me deram na minha chegada. Desejo muita sorte ao Cruzeiro, o Cruzeiro fica no meu coração. Espero que o Cruzeiro, no próximo ano, possa fazer um campeonato digno da grandeza de sua camisa”.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.