segunda-feira, 23 de Maio de 2011 09:30h Site América

América estreia com vitória em seu retorno na Série A

O torcedor americano esperou por dez anos para ver o retorno do América à Série A do Campeonato Brasileiro. E foi recompesando na noite deste domingo, na volta do Coelhão à elite do futebol, com uma vitória emocionante de virada, por 2 a 1, em cima do Bahia. Além dos três pontos e da volta triunfal, o Coelho ainda quebrou o tabu de nunca ter vencido a equipe baiana na competição nacional.

 

 

Souza fez o gol baiano, no primeiro tempo, cobrando pênalti, e Rodriguinho e Alessandro viraram para o América. O América volta a jogar no próximo domingo contra o Vasco, às 18:30, em São Januário, pela segunda rodada do Brasileirão.

 

SUSTO

 

 

O jogo começou equilibrado com o América valorizando a posse de bola e explorando as jogadas pelas laterais com Sheslon e Thiago Carleto, enquanto o Bahia esperava pelo contra-ataque. A primeira jogada de perigo saiu pelo lado baiano. Aos 11 minutos Flávio salvou com os pés o chute frontal do armador Lulinha evitando o primeiro gol da partida. Um reflexo impressionante do camisa número 1 americano. Aos 18 minutos foi a vez do América chegar com Fábio Júnior antecipando a zaga adversária e, em dois lances, chutando firme ao gol. A bola passou raspando ao travessão do goleiro do Bahia.

 

Mas, aos 21 minutos, Thiago Carleto desarmou o atacante baiano dentro da área, escorregou e, ao cair, tocou a mão na bola. O juiz marcou pênalti que foi convertido por Souza. América 0x1 Bahia.


Após o gol a equipe baiana recuou ainda mais obrigando o time americano a arriscar chutes de fora da área com Carleto e Leandro Ferreira. O jogo seguiu até o último minuto do primeiro tempo com o América buscando o empate.

 

 

NOVA POSTURA


Na volta do intervalo, o técnico Mauro Fernandes promoveu a estreia do armador Rodriguinho no jogador entrou no lugar de Irênio. A conversa no intervalo surtiu efeito e o resultado foram dois ataques fulminantes em menos de um minuto. Primeiro com Gabriel cabeceando no travessão após cobrança de falta. A bola ainda sobrou na pequena área e o gol não saiu por milagre. Em seguida, após cobrança de escanteio, Fábio Junior deixou o zagueiro Micão cara-a-cara com o goleiro. Desequilibrado, ele bateu por cima do gol.


A pressão era tamanha que aos 4 minutos a estrela do técnico Mauro Fernandes brilhou. Eliandro dominou a bola no peito dentro da área, tirou do zagueiro e tocou para Rodriguinho empatar com um chute no ângulo direito. Um Golaço! América 1x1 Bahia

 

Depois do gol só deu Coelho. O time se lançou ao ataque buscando a virada. Ela quase veio aos 14 minutos após uma troca de passes entre Sheslon e Eliandro. O atacante girou e corpo e bateu forte obrigando o goleiro baiano mandar a bola para escanteio. Dois minutos depois, em um lance de contra-ataque, Rodriguinho recebeu um belo passe pelo lado direito da grande área e chutou rasteiro. O goleiro Marcelo Lombra salvou o desempate com a perna.


Só o América buscava o jogo e, quando o Bahia tentava chegar esbarrou na muralha verde. Aos 22 minutos o arqueiro americano espalmou com precisão uma cabeçada a queima roupa do atacante Souza.

 

 

 

A VIRADA

A torcida pedia e Mauro Fernandes esperou o momento certo para colocar promover a reestreia do atacante Alessandro. Aos 36 minutos, Alessandro entrou no lugar de Eliandro e, aos 43, fez o gol da histórica virada americana.

 

Depois do gol, só festa no estádio. "Guerreiro... Guerreiro, time de Guerreiro", cantava a feliz torcida americana.

 

 

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 2 X 1 BAHIA

Local: Estádio Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)
Data: 22 de maio de 2011 (Domingo)
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Paulo César de Oliveira (SP)
Assistentes: Herman Brumel (SP) e Rogério Pablo Zanardo (SP)
Cartões amarelos: Dudu, Amaral (América-MG); Marcone (Bahia)

GOLS: AMÉRICA-MG: Rodriguinho, aos 3 minutos do segundo tempo; e Alessandro, aos 43 minutos do segundo tempo.
BAHIA: Souza, aos 21 minutos do primeiro tempo

AMÉRICA-MG: Flávio; Sheslon (Camilo), Micão, Gabriel e Carleto; Dudu, Leandro Ferreira, Amaral e Irênio (Rodriguinho); Fábio Júnior e Eliandro (Alessandro)
Técnico: Mauro Fernandes

BAHIA: Marcelo Lomba; Gabriel, Thiego, Titi e Ávine; Marcone, Fahel, Lulinha (Maranhão) e Camacho; Jobson (Boquita) e Souza (João Neto)
Técnico: René Simões

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.