quinta-feira, 30 de Junho de 2016 17:03h Site oficial America-MG

América luta bastante, mas perde para o Corinthians na Arena Independência

O Coelho acabou sendo superado na noite desta quarta-feira

O América lutou, tentou pressionar o Corinthians, mas mesmo com o apoio da torcida americana acabou sendo superado pelo placar de 2 a 0 na noite desta quarta-feira (29/6), na Arena Independência. A partida marcou o jogo 100 do goleiro e ídolo João Ricardo com a camisa do Coelho.

A equipe paulista abriu o placar no início do jogo com o atacante Romero e ampliou no segundo tempo, em cobrança de  um pênalti inexistente convertido pelo atacante Marquinhos Gabriel.

Com o resultado, o América segue na 20ª colocação da tabela do Brasileiro, com 8 pontos. O próximo desafio do time americano agora será fora de casa. O Coelho encara o Atlético Paranaense no sábado (2/7), às 18h30, na Arena da Baixada, em Curitiba.

 

 

 

BOBEADA

A partida contra o Corinthians, que marcou o centésimo jogo do goleiro João Ricardo com a camisa do América, começou equilibrada. O time americano tinha bastante posse de bola, mas não conseguia furar o bloqueio corintiano. A equipe adversária, por sua vez, tentava explorar os lances de bola parada. E após uma cobrança de escanteio, o Corinthians abriu o placar aos 9 minutos. No lance, o zagueiro Balbuena escorou de cabeça e o atacante Romero recebeu completamente livre, na pequena área, para marcar o gol adversário, em novo descuido do sistema defensivo do Coelho.

 

 

O gol sofrido fez o time do América ficar nervoso em campo, mas a equipe americana passou a se recompor com o passar do tempo. Depois de esfriar os nervos, o Coelho começou a imprimir uma pressão para empatar a partida e quase conseguiu em ótima trama ofensiva aos 25 minutos. O meia Osman avançou pelo lado direito e rolou para a chegada do também meia Alan Mineiro, livre dentro da área, mas o armador americano pegou muito mal na bola e chutou sem direção. Aos 28 minutos foi a vez do lateral esquerdo Danilo assustar o goleiro Cássio com um chute potente de fora da área, mas o goleiro adversário fez boa defesa.

O América continuava tentando e obrigou Cássio a trabalhar novamente quando Alan Mineiro chutou da entrada da área aos 36 minutos. Explorando os contra-ataques, o Corinthians por pouco não ampliou aos 37, quando Giovanni Augusto finalizou forte da entrada da área e o goleiro João Ricardo fez uma defesa firme. Com posse de bola, mas com dificuldade de criar jogadas de perigo, o América foi para o intervalo em desvantagem.

 

 

 

PRESSÃO TOTAL

O América iniciou o segundo tempo disposto a conseguir a virada na partida. Com posse de bola e avançando suas linhas, o time americano e jogou ao ataque e obrigou o time adversário a ficar postado defensivamente. Aos 8 minutos a pressão fez efeito pela primeira vez, quando o zagueiro Adalberto cabeceou com perigo após cobrança de escanteio do lateral direito Jonas. Dois minutos depois, após outra cobrança de escanteio de Jonas, Adalberto cabeceou novamente, e desta vez a bola não entrou por milagre, já que o goleiro Cássio já estava batido no lance.

A pressão continuou e Danilo quase marcou aos 14 minutos em chute forte de fora da área, mas o gol americano foi evitado pela defesa por Cássio. E, aos 18 minutos, Danilo foi substituído pelo técnico Sérgio Vieira, que promoveu a entrada do lateral esquerdo Gilson, que entrou em campo pela primeira vez após seu retorno ao América. Aos 26 minutos, Sérgio Vieira fez a segunda mudança no time ao colocar o atacante Borges no lugar do também atacante Victor Rangel.

 

 

 

O Corinthians chegava raramente e em um lance isolado o árbitro marcou um pênalti inexistente para a equipe paulista. No lance, o atacante Luciano dominou a bola com a mão e se jogou na área, mas, de forma inexplicável, Wagner Reway entendeu que houve a penalidade na jogada. O atacante Marquinhos Gabriel foi para a cobrança e converteu a penalidade para ampliar o placar aos 29 minutos: Corinthians 2 a 0 América.

Com dois gols de desvantagem, o técnico Sérgio Vieira mudou a equipe pela terceira e última vez, promovendo a entrada do jovem meia Matheusinho no lugar de Alan Mineiro. Sem demonstrar poder de reação após o segundo gol adversário, o Coelho não conseguiu se recuperar e acabou sendo superado na noite desta quarta.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.