segunda-feira, 1 de Agosto de 2016 14:39h Atualizado em 1 de Agosto de 2016 às 14:46h. Site Oficial do América/MG

América pressiona muito, mas fica no empate com o Grêmio na Arena Independência

O América pressionou bastante, criou boas oportunidades, mas esbarrou na defesa do Grêmio na noite deste domingo (31/7), na Arena Independência, ficando apenas no empate em 0 a 0 no duelo válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 

Demonstrando uma grande melhora dentro de campo, o Coelho esteve equilibrado e consistente em campo e mereceu melhor sorte durante a partida, já que em vários momentos o jogo foi de ataque contra defesa. Ao menos, o time americano quebrou uma incômoda sequência de sete derrotas consecutivas no Brasileiro, voltando a somar pontos na competição.

Com o empate sem gols, o América sobe para 9 pontos na tabela, mas ainda permanece na 20ª colocação da Série A. O Coelho agora volta a jogar fora de casa pelo Campeonato Brasileiro. Na próxima quarta-feira (3/8), equipe americana irá encarar o Sport, na Ilha do Retiro, em Recife, às 19h30.

 

 

EQUILIBRADO

 

O time americano fez uma boa apresentação no primeiro tempo da partida contra o Grêmio. O time titular escolhido pelo técnico Enderson Moreira teve algumas modificações em relação as últimas partidas, entre elas a presença do jovem meio-campo Matheusinho. Equilibrado dentro de campo, o América soube se postar bem defensivamente e praticamente não deu oportunidades para o time adversário criar chances perigosas de marcar.

Ao passo que se postava bem defensivamente, o Coelho conseguia criar ótimas oportunidades para fazer o seu gol. Logo aos 4 minutos o meia Osman fez boa jogada pelo lado esquerdo e cruzou para a área, mas a bola acabou passando por todos jogadores americanos dentro da área. O time americano voltou a chegar com perigo aos 26, quando o atacante Michael lançou Osman, que invadiu a área e finalizou, mas a zaga gremista travou o chute, que acabou indo para fora.

 

 

O ímpeto ofensivo do América não parou e aos 35 minutos o goleiro Marcelo Grohe foi obrigado a realizar uma defesa cinematográfica para evitar o gol americano. No lance, o lateral direito Jonas cruzou para a área e Michael cabeceou com força. A jogada ainda teve rebote, mas o volante Leandro Guerreiro não conseguiu fazer a finalização. Porém, mesmo com o Coelho chegando mais ao ataque, o jogo era equilibrado e a equipe do Grêmio tinha bastante posse de bola. E o primeiro susto no torcedor americano aconteceu aos 42 minutos, quando o meia Douglas lançou o atacante Bolaños na área e o jogador adversário chutou uma bola que passou raspando a trave defendida pelo goleiro João Ricardo.

Bastante movimentado, o jogo seguiu intenso até o fim da primeira etapa. Aos 44, Pablo fez boa jogada individual, driblou a marcação e finalizou com efeito. Novamente, o goleiro adversário apareceu de forma precisa para realizar uma excelente defesa e evitar o gol americano. Com isso, mesmo criando boas oportunidades, o time americano foi para o intervalo empatando sem gols com o Grêmio.

 

 

ATAQUE CONTRA DEFESA

 

O início do segundo tempo foi de pressão total da equipe americana. O Coelho dominou amplamente os primeiros 15 minutos de jogo, com muito tempo de posse de bola e linhas avançadas dentro de campo. Porém, nesse momento de pressão, o América não conseguiu criar oportunidades efetivas para abrir o placar. A melhor chance foi quando o volante Juninho lançou Matheusinho, que estava livre dentro da área, mas acabou deixando a bola escapar de seu domínio.

Após o período inicial de domínio amplo do Coelho, a equipe adversária passou a equilibar as ações do jogo e por pouco não fez o seu gol aos 17 minutos. No lance, Bolaños foi lançado na área e, cara a cara com João Ricardo, chutou uma bola que acertou a trave americana. Percebendo o crescimento do time adversário, o técnico Enderson Moreira fez a primeira modificação no Coelho aos 25 minutos, trocando Leandro Guerreiro pelo volante Claudinei.

Um minuto depois o América teve boa chance após grande arrancada do lateral esquerdo Gilson, que foi até a linha de fundo e cruzou para a área, mas ninguém apareceu para escorar a bola para o fundo do gol. Aos 29 minutos, Enderson Moreira mudou a equipe americana mais uma vez e promoveu a estreia do meia colombiano Eisner Loboa, que entrou no lugar de Matheusinho.

 

 

O tempo passava e o jogo ficava cada vez mais movimentado. Aos 30 minutos, após um carrinho desleal e violento em cima de Osman, o lateral direito Edilson foi expulso de campo pelo árbitro Raphael Claus. Com um a mais em campo, o time americano se lançou ao ataque completamente e obrigou o Grêmio a se fechar defensivamente. A partida era ataque contra defesa, mas o Coelho esbarrava sistematicamente na retranca adversária. Aos 41 minutos, Enderson Moreira realizou sua última intervenção ao substituir Michael pelo atacante Victor Rangel.

Porém, o time americano não conseguiu vencer a linha defensiva gremista e acabou ficando apenas no empate, mesmo merecendo vencer a partida pelo volume de jogo apresentado.

 

 

FICHA DO JOGO

 

AMÉRICA 0 X 0 GRÊMIO

Estádio: Arena Independência, em Belo Horizonte

Motivo: 17ª rodada do Campeonato Brasileiro
Árbitro: Raphael Claus (SP) 
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)

Cartões amarelos: Jonas, Osman (América); Maicon, Marcelo Oliveira (Grêmio).

Cartão vermelho: Edilson (Grêmio).

AMÉRICA
João Ricardo; Jonas, Alison, Sueliton e Gilson; Leandro Guerreiro (Claudinei), Juninho, Pablo, Matheusinho (Loboa) e Osman; Michael (Victor Rangel). Técnico: Enderson Moreira

GRÊMIO
Marcelo Grohe; Edilson, Geromel, Wallace e Marcelo Oliveira; Jailson, Maicon, Douglas (Ramiro) e Pedro Rocha (Guilherme); Negueba e Miller Bolaños (Henrique Almeida). Técnico: Roger Machado

Público: 1.534

Renda: R$ 23.330,00

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.