segunda-feira, 4 de Fevereiro de 2013 04:18h G1

Após vitória, Gilvan provoca Kalil e rebate palavras do dirigente alvinegro

Presidente do clube rival, após vitória no clássico do fim de 2012, disse que Cruzeiro ainda pagaria pela goleada de 6 a 1 sofrida

O Cruzeiro começou 2013 com uma marcante vitória sobre o rival Atlético-MG, por 2 a 1, na reinauguração do Mineirão. O suficiente para o presidente Gilvan de Pinho Tavares manter a tradição e alfinetar o presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, logo depois do jogo. O dirigente do Galo havia dito, após a vitória atleticana por 3 a 2 no clássico de dezembro do ano passado, pelo Campeonato Brasileiro, que o Cruzeiro ficaria 10 anos sem ganhar do time alvinegro e que a Raposa iria pagar os 6 a 1, do Brasileirão de 2011, por muitos anos. Gilvan ironizou a declaração de Kalil e fez piada com a duração dos dez anos.

- Eu gostaria de lembrar que nosso calendário parece ser diferente do deles. Falaram que a gente ia pagar caro pela derrota de 2011 e que nosso time ficaria dez anos sem ganhar deles. Começou o ano e a vitória já sorriu para o Cruzeiro. Acho estes dez anos passaram depressa demais.

O presidente do Cruzeiro fez questão de elogiar a torcida azul e disse que o clube tem completa identificação com o Mineirão.

- É o que a torcida cantou hoje e já cantava antes dele ser desativado. O Mineirão é nosso. O Cruzeiro merecia este campo. Time grande como o Cruzeiro, acostumado a grandes conquistas, tem que jogar numa casa com esta. A torcida fez sua parte, se comportou bem e o jogo foi típico de Cruzeiro e Atlético-MG.

O Cruzeiro volta ao estádio quarta-feira, às 22h (de Brasília), quando enfrenta o América TO, pelo Campeonato Mineiro.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.