quinta-feira, 19 de Maio de 2016 08:48h Site Oficial do Cruzeiro

Atacante Willian relembra jogo histórico e pede vitória no sábado

Quando entrar em campo no sábado, para enfrentar o Figueirense, às 21h, no Mineirão, o atacante Willian com certeza se lembrará da fantástica partida contra o mesmo adversário no Campeonato Brasileiro do ano passado

O jogador, que havia voltado à titularidade com o técnico Mano Menezes naquela oportunidade, fez uma excelente partida e marcou quatro gols na vitória por 5 a 1 diante dos catarinenses. Willian gosta das lembrança, mas admite que o momento é outro e a vitória, por qualquer placar que seja, será fundamental para o início do trabalho de Paulo Bento no comando do esquadrão celeste. 

"A gente sabe que foi ano passado, outro momento, mas são lembranças boas. Mais uma vez jogo difícil, diante do nosso torcedor, a gente precisa da vitória, aproveitar o mando de campo. Vamos tentar ganhar para iniciar com vitória o trabalho do novo treinador e ter uma sequência de vitórias", declarou.

 

 

 

Com a tarimba de ter jogado no leste europeu, quando defendeu o Metalist entre 2012 e 2013, Willian falou sobre os primeiros dias do técnico Paulo Bento na Toca da Raposa II. Para o camisa 9 celeste, o trabalho feito pelo treinador é atual e trará novos conceitos para todo o elenco estrelado. O estilo orientador e observador do comandante tem agradado ao grupo de jogadores, e todos terão a ganhar com o aprendizado, segundo Willian.

"Muito cedo para falar alguma coisa, desde o início os trabalhos são diferente, ele trabalha muito com os auxiliares, ele está sempre observando, sempre orientando. Já treinamos parte defensiva, ofensiva, creio que teremos muito a ganhar com ele. Tem experiência de clube e seleção, vem de escola atualizada, que é referência na Europa. Nós jogadores temos de estar atentos para pegar esta filosofia de trabalho', falou Willian.

 

 

 

"Temos algumas referências, joguei no leste europeu. Eles são profissionais sérios quando entram em campo, não são de brincadeira, as vezes um momento ou outro tem descontração, mas são focados no trabalho. Nós brasileiros temos alegria, disposição e tem hora que tem de estar focado. Ele tem estilo tranquilo, não é de ficar gritando, falando palavrão. Chegou com muita disposição, todos precisam estar mobilizados para aprender, acatar o mais rápido possível o pedido, para a gente ganhar padrão. Quando muda treinador muda a formação, estilo de jogo", finalizou.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.