sábado, 6 de Junho de 2015 05:19h

Ataque do Atlético chega em evidência para o clássico

A supremacia do Atlético sobre o Cruzeiro nas partidas no novo Independência deve-se muito ao poder de ataque que o alvinegro tem no Horto

Nos nove clássicos disputados no Independência, em apenas dois o ataque não funcionou. Foram 14 gols marcados e seis sofridos.
O setor ofensivo atleticano chega para o clássico deste domingo em evidência, já que é o mais positivo do Brasileirão, com 13 gols marcados. O técnico Levir Culpi adotou, nas últimas partidas, um esquema tático com apenas um volante. A estratégia deu resultado e o time tem aproveitado as diversas chances de gol criadas nos jogos.
Levir Culpi deve ganhar mais opções ofensivas para o duelo deste sábado. Os meias Dátolo e Guilherme devem ser relacionados para o confronto.
Autores de quatro dos sete gols marcados contra Vasco e Avaí, Carlos e Thiago Ribeiro falam sobre o poder de fogo do time. “Isso é muito treinamento. A gente consegue impor o nosso ritmo. É muito trabalho e, se a gente conseguir impor o nosso ritmo, fica difícil para o adversário aguentar segurar”, diz Carlos, que balançou as redes duas vezes contra o Avaí.
Experiente, Thiago Ribeiro destaca o espírito solidário dos jogadores. “Todo mundo se ajuda. Tanto no ataque quanto na defesa. Nosso time vem sendo muito solidário. Inverte posição, cobre espaços do companheiro, se vê o companheiro em melhor condição não pensa duas vezes em passar a bola. Acho que isso tudo vem fazendo nossa equipe criar as oportunidades e saber aproveitá-las", analisou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.