quarta-feira, 4 de Setembro de 2019 21:37h Ilidio Luciano

Athlético Paranaense vence Grêmio duas vezes e frustra final gaúcha na Copa do Brasil.

Furacão derrota rival no tempo normal e nos pênaltis e fará segunda final na história.

ILÍDIO LUCIANO

O Athlético Paranaense fez valer seu apelido de “Furacão”, nesta quarta-feira (04/09), quando recebeu na Arena da Baixada, o Grêmio pela partida de volta das semifinais da Copa do Brasil. O time rubro-negro devolveu o placar sofrido em Porto Alegre, quando foi derrotado por 2x0, e levou a partida para a disputa nos pênaltis e Santos garantiu a vaga na final.

Como precisava de pelo menos dois gols, para levar a decisão para os pênaltis, o Athlético tomou a iniciativa de atacar o Grêmio desde o início do jogo, mas com jovens garotos, estava vacilante na defesa.

A aflição da torcida paranaense demorou até os 16 minutos, Rony avançou pelo lado esquerdo de ataque, ele cruza para o centro da área, Bruno Guimarães acerta o travessão e no rebota Nikão marca o primeiro gol do Furacão.Empolgado com o primeiro gol o time da casa continuou pressionando, mas o primeiro tempo terminou em 1x0.

Disposto a resolver a parada logo ,o Athlético marcou o segundo gol de que precisava aos três minutos do segundo tempo; Rony dominou a bola no lado esquerdo de ataque, o atacante corta o zagueiro, cruza na medida para a cabeçada de Marco Rúben marcar o segundo gol, incendiando a torcida na Arena da Baixada.

O Furacão queria a todo custo resolver a classificação no tempo normal, mas o resultado final repetiu o placar de Porto Alegre e a decisão foi para os pênaltis.

Até a quarta cobrança de cada lado, ninguém havia perdido as cobranças, no quinto pênalti, o Athlético marcou o gol e o goleiro Santos defendeu a última cobrança do Grêmio.

O Athlético é o primeiro finalista da Copa do Brasil de 2019 e aguarda o vencedor do duelo entre Internacional e Cruzeiro; por ter chegado à final, o Furacão já garantiu R$ 1 milhão nos cofres do clube.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2019. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.