terça-feira, 6 de Agosto de 2013 05:38h Atualizado em 6 de Agosto de 2013 às 11:37h. Naiara Santos

Atleta divinopolitano irá estudar fora do Brasil

Hoje a tarde (05), o jogador de futebol da categoria amador irá aos Estados Unidos realizar estudos para se aprimorar na carreira profissional. A Athletic Exchange English School é uma empresa fundada em 2011 por Eduardo Alves, formado em adm

Ontem a tarde (05), o jogador de futebol da categoria amador estará indo para os Estados Unidos realizar estudos para se aprimorar na carreira profissional.
A Athletic Exchange English School é uma empresa fundada em 2011 por Eduardo Alves, formado em administração nos Estados Unidos e também foi jogador bolsista fora do país. É também um divinopolitano.
A empresa trabalha com o intercâmbio atlético e ao mesmo tempo com uma escola de inglês que capacita os alunos a terem a fluência da língua. Os alunos para estarem participando do intercâmbio é necessário ser jogador amador, ter boas notas, se dedicar e estudar para conseguir passar nas provas que são realizadas e seguir o cronograma atlético e estudantil.
Segundo Eduardo Alves para conseguir uma bolsa de estudos em universidades esportivas fora do país é necessário além de um histórico com boas notas, o preparo de um ano e meio para as etapas classificatórias de acordo com as propostas das faculdades americanas.
No país os alunos tem a oportunidade de estudar, trabalhar e ver uma estrutura diferente do Brasil e com grande modernidade.
Ronaldo Teixeira aluno da empresa e jogador amador já fez parte da categoria de base do Guarani Futebol Clube e já jogou em outras cidades do Estado. Recebeu 12 propostas de diversas universidades do país, mas optou pela Rocky Mountain College ao qual fechou contrato por quatro anos no curso de Gerenciamento de Aviação e para trabalhar no futebol. “Estou muito satisfeito por estar indo morar fora, estudar e trabalhar no que eu gosto, além de ser o primeiro da minha família a poder fazer um curso superior. E também conhecer um pais novo, uma cultura e língua nova, acima de tudo isto irá me enriquecer como pessoa”, afirma o jogador.
O trabalho realizado por Eduardo, recebe o apoio da Mangueiras Brasil. Outros atletas já vem sendo recrutados para realizar as provas e se passarem participarão do intercâmbio no próximo ano. Para aqueles que praticam o esporte e tem interesse em estudar fora do país, devem entrar em contato pelo telefone (37) 8807-6867.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.