quinta-feira, 21 de Abril de 2016 09:28h Site Oficial Cruzeiro

Atletas lamentam chances perdidas e miram classificação no Mineirão

A estreia do Maior de Minas na Copa do Brasil de 2016 terminou com um empate sem gols, contra o Campinense, no estádio Amigão, em Campina Grande-PB, na noite dessa quarta-feira

Apesar de não ter conseguido a vitória, o Clube Azul criou chances claras de gol, principalmente no segundo tempo, quando jogou com um a menos, depois da expulsão do zagueiro Léo.

Na visão do volante Henrique, a Raposa poderia ter saído de campo o resultado positivo. “A gente tinha condições de vencer. Criamos alguns lances, até com um homem a menos. Mas futebol hoje é isso, tudo muito nivelado, independente da camisa que você joga, há uma dificuldade muito grande. Claro que a obrigação era nossa de vencer, porque se trata do Cruzeiro, da sua grandeza e da tradição que tem nesta competição. Sabemos que precisamos fazer mais e melhor para buscar as vitórias”, disse.

 

 

 

Já o capitão Fábio comentou a respeito da postura adotada pelo adversário, principalmente na primeira etapa, quando as equipes ainda estavam em igualdade no número de atletas. Segundo o goleiro celeste, os paraibanos atuaram de maneira segura e dificultaram a criação por parte do tetracampeão brasileiro, situação que foi modificada nos 45 minutos finais. 

“A gente veio preparado. Para eles, jogar sem a responsabilidade é muito mais fácil. A equipe do Campinense estava toda atrás no primeiro tempo e o Cruzeiro teve que se sobressair encima dessa dificuldade, chamando a responsabilidade do jogo, o que torna a partida ainda mais difícil. Quando perdemos um jogador, eles arriscaram mais e nos deram mais oportunidades, porque não ficaram postados lá atrás. Tivemos três oportunidades e por pouco não saímos com um resultado melhor”, avaliou.

 

 

 

“Em Minas será 11 contra 11. Sabemos da dificuldade que vai ser, mesmo jogando no Mineirão, mas a nossa equipe tem condições de fazer um jogo melhor com o time completo e conseguir um bom resultado em Belo Horizonte”, projetou o camisa 1.

O zagueiro Bruno Rodrigo também lamentou as falhas nas conclusões das jogadas, mas se mostrou confiante em um triunfo na partida de volta, marcada para a próxima quarta-feira, dia 27, às 21h45, no Mineirão.

“No segundo tempo tivemos três ou quatro chances claras de fazer o gol. Se alguém tivesse que ganhar o jogo, acredito que deveria ser o Cruzeiro, pelas oportunidades que criamos. Agora temos que nos empenhar para conseguir fazer o resultado na nossa casa”, concluiu.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.