Atlético fica aquém do esperado e perde para o Santos na Vila.

Em reencontro de Sampaoli com o ex clube, os goleiros falham e o Atlético perde a oportunidade de dormir na liderança

Cristiano Medeiros

 

            O Atlético foi a Vila Belmiro na noite de quarta-feira (9), para enfrentar o Santos, ex clube do treinador Jorge Sampaoli, e voltou com a derrota pelo placar de 3 a 1, com gols de Marinho(2) e Arthur Gomes, para os paulistas, e Alan Franco para os mineiros. O futebol apresentado, não era nem de perto, o que o time vinha demonstrando nas últimas partidas muito por causa dos acontecimentos do primeiro tempo.

            Na primeira etapa o Galo até foi superior na criação de jogadas e no número de finalizações a gol, mas esbarrou na expulsão do goleiro Rafael, ainda aos 15 minutos em um lance de erro da zaga. A partir disso, as coisas começaram a desandar, com a entrada do goleiro Victor o time perdeu uma peça de ataque, Marrony, que vinha bem até o momento, tendo assim que refazer todo o seu esquema para poder igualar o Santos.

            O desenho geral do jogo teve o Santos apostando na velocidade de Marinho e Soteldo nos contra-ataques a todo momento e o Atlético tendo maior posse de bola e não conseguindo levar o mesmo perigo que o adversário. A partir da segunda etapa o jogo foi tomando ares de drama para a torcida atleticana que viu um desempenho muito abaixo do esperado, com um time que se encontrava nervoso e sem capacidade de finalizar o que criava.

            A rodada até o Atlético pisar em campo era perfeita, com o São Paulo tendo empatado com o Bragantino, e o Inter só entrando em campo hoje (10), o time poderia dormir na liderança caso saísse da Vila com a vitória, tendo ainda um ponto positivo de ter um jogo a menos que os rivais. Agora em quarto lugar no Brasileiro, o Galo pode cair para sexto ao fim da rodada, caso Palmeiras e Vasco vençam.

Na próxima rodada o Atlético recebe o Bragantino no Mineirão, domingo às 18 horas, e espera voltar a vencer mesmo sem algumas peças importantes como o volante Jair, que tomou o terceiro cartão amarelo e está fora do confronto, o goleiro Rafael que cumpre suspensão pelo cartão vermelho, e Sampaoli que estava pendurado também não estará presente na beira do campo.

 

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.