sexta-feira, 27 de Julho de 2012 09:01h Gazeta do Oeste

Atlético "goleia" a equipe do Santos e retoma liderança do Brasileirão

Na próxima rodada, o desafio é contra o Fluminense, atual terceiro colocado do Brasileirão. A partida será no Rio de Janeiro, no Engenhão, domingo às 16 horas.

O Atlético demonstrou a sua superioridade de líder do Campeonato Brasileiro mais uma vez, nesta quinta-feira. No Independência, vitória por 2 a 0 contra o Santos, com gols de Danilinho e Réver. E poderia ter sido goleada de 4 a 0, já que a arbitragem anulou de forma equivocada dois gols do Galo, de Jô e Bernard.

 

 

Um dos destaques do jogo foi o lateral-direito Marcos Rocha, que criou os dois lances dos gols válidos. Ele travou duelo particular com o experiente Léo e se deu bem no ataque e na defesa.

 

Com o o triunfo, o Galo retoma a liderança, que o Vasco havia alcançado após a vitória ante o Botafogo na quarta-feira. Agora, são 31 pontos somados em 12 jogos. A equipe de Cuca se consolida com a melhor campanha inicial da história dos pontos corridos.

 

 

Na próxima rodada, o desafio é contra o Fluminense, atual terceiro colocado do Brasileirão. A partida será no Rio de Janeiro, no Engenhão, domingo às 16 horas.



Primeiro tempo: insatisfação com arbitragem e gol no fim

 

 

Recheado de bons lances, a primeira parte do jogo mexeu com a emoção do torcedor. Os dois clubes criaram boas chances, mas o Atlético dominou as ações ofensivas.

 

O primeiro gol poderia ter saído aos 12 minutos. Marcos Rocha cobrou lateral longo na área e, no lance, Ronaldinho tentou uma bicicleta, que não foi efetiva.

 

 

Apenas um minuto depois, um gol finalmente saiu, mas foi anulado, equivocadamente. Ronaldinho fez ótimo lançamento em profundidade para Jô dominar e bater alto e com força, no fundo das redes de Aranha. A arbitragem marcou um impedimento inexistente e deixou a torcida irada.

 

O Atlético se dava bem com lançamentos diretos na área. Bernard e Ronaldinho tiveram oportunidades. Enquanto isso, o Santos chegava na intermediária defensiva do Galo mas não aproveitava.

 

 

Só que a equipe de Muricy Ramalho finalmente assustou o Galo aos 36 minutos. Após cobrança de escanteio, Bruno Rodrigo cabeceou no travessão. Em seguida, a defesa alvinegra teve dificuldade para afastar o perigo, mas conseguiu.

 

 

Como resposta, o Galo voltou a demonstrar superioridade. Marcos Rocha finalizou, da direita, na trave, aos 40 minutos. Pouco tempo depois, o lateral, já no lado esquerdo do ataque, deu ótimo cruzamento à meia altura para Danilinho completar de trivela no canto do gol de Aranha: 1 a 0.

 

 

Segundo tempo: Galo supera novo erro e amplia vantagem

 

Melhor no primeiro tempo e também no segundo. O Atlético foi superior ao Santos na etapa final. E começou a demonstrar a sua força desde o início, com bons lances de Danilinho e Bernard. Ambos tiveram oportunidade de marcar em chute da entrada da área. Mas, nos dois lances, a bola saiu ao lado do gol santista.

 

 

Aos 13 minutos, novo gol do Atlético mal anulado pela arbitragem. Marcos Rocha chutou prensado para o meio da área e Bernard, livre, em condição legal, marcou. Só que o lance foi invalidade, erroneamente.

 

Novamente, o erro de arbitragem não tirou a concentração do time alvinegro. Prova disso é que o Galo ampliou o placar. Marcos Rocha cruzou, Leonardo Silva cabeceou e Aranha defendeu. Mas, no rebote, Réver não perdoou e deixou a sua marca: 2 a 0.

 

 

Depois, não faltaram oportunidades para o Atlético aumentar ainda mais o placar. Jô tentou com o pé, mas Aranha defendeu. Com a cabeça, a finalização foi para fora.

 

 

 

 

 

 

 

SUPERESPORTES

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.