sexta-feira, 17 de Agosto de 2012 16:28h Gazeta do Oeste

Atlético próximo de completar um ano sem derrotas em casa

 A frustração após o empate (1 a 1) diante do Atlético-GO, quarta-feira passada, ficou evidente, tamanhas as chances desperdiçadas e as três bolas na trave. Mas os jogadores do Atlético já viraram essa página no Campeonato Brasileiro.

 

 

Então, nada melhor do que reencontrar a vitória contra um rival de tradição, o Botafogo, no Independência, domingo, às 16h, pela 18ª rodada. E o Fogão pode vir preparado. Além da motivação de seguir na liderança, o Galo está perto de alcançar uma marca expressiva: um ano sem derrotas em casa. O período coincide com a chegada do técnico Cuca ao clube.

 

Isso mesmo. A última vez que o alvinegro deixou seus domínios lamentado um fracasso foi no longínquo clássico frente ao Cruzeiro, no primeiro turno da Série A de 2011. No duelo, disputado na Arena do Jacaré no dia 28 de agosto, a massa viu Montillo anotar os dois gols celestes, nos 2 a 1 do placar. Fillipe Soutto descontou.

 

 

FORÇA DA TORCIDA

 

A partir daí, os atleticanos fizeram valer o mando de campo e a força da sua torcida. Tanto que, em 25 jogos – dos campeonatos Mineiro, Brasileiro e a Copa do Brasil – o Galo venceu 21 e empatou quatro. O aproveitamento é de 89,3%.

 

 

No Nacional, os mineiros têm feito a festa no seu terreiro. Conquistou 22 dos seus 39 pontos no Gigante do Horto, o que significa sete triunfos e uma igualdade. O rendimento é de 91,7%. Ronaldinho, Bernard, Jô e companhia balançaram as redes em 13 oportunidades e a equipe foi vazada em somente três.

 


PRIMEIRO TÍTULO

 

 

O título do Campeonato Mineiro também veio no embalo dos gritos da massa. As sete vitórias em seis compromissos (90,4%) se tornaram fundamentais para que o Galo levasse a taça de forma invicta.

 


Na decisão contra o América, a supremacia se consolidou, com a goleada, por 3 a 0. Serginho e Bernard (2) garantiram a faixa de campeão. Este foi o primeiro título do Atlético no remodelado Independência.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.