terça-feira, 10 de Fevereiro de 2015 09:35h

Atlético vence e treinador exalta apenas a parte física

A vitória do Atlético por 2 a 0 sobre o Mamoré não fez com que o técnico Levir Culpi escondesse os pontos a serem evoluídos pelo time

Essas melhorias, porém, virão conforme a equipe se aprimore fisicamente, segundo o treinador, que viu o Galo irregular durante o jogo.
O comandante alvinegro considerou o duelo em Patos de Minas “mais físico” do que o da estreia, diante do Tupi, no Independência. “O campo tem dimensões um pouco maiores, se eu não me engano, e um gramado bem alto. E com a chuva, dificultou a parte física. Dificultou e ajudou, porque a gente está ganhando condicionamento também”, explicou.
O técnico evitou falar que o time evoluiu da primeira para a segunda rodada do Mineiro. “Eu não sou capaz de dizer que houve uma evolução. ‘Continuidade’ acho que é a palavra. O time está ganhando mais condição física, vai ganhar mais encaixe, vai ser mais intenso, mas é uma evolução gradativa, de um jogo para outro.”
Levir Culpi considerou que o time atleticano foi bastante exigido no aspecto físico. “O jogo de hoje foi mais físico, o campo com dimensões maiores, isso ajudou no condicionamento, mas o jogo foi irregular, com alguns ótimos momentos e alguns momentos ruins, início do campeonato como a gente esperava”, avaliou o treinador. “Não posso dizer que houve evolução, mas continuidade. O time está ganhando condição física, mais encaixe e vai ser mais intenso, mas é uma evolução gradativa de um jogo para outro”, observou.
Sobre o meia Cardenas, Levir disse que há possibilidade de que seja utilizado no jogo contra o Democrata, no próximo sábado. “Pode ser. Tive uma conversa com ele, ele está no mesmo nível que nós, a equipe dele fez um amistoso nos EUA, uma preparação parecida com a nossa. Mas nessa semana vamos ter uma resposta”, disse o técnico.


O centroavante entrou aos 17 minutos do segundo tempo, mas não aproveitou duas boas oportunidades. Mesmo assim, o técnico Levir Culpi elogiou o jogador. “A gente já conhece o Jô. Todo mundo sabe o que ele pode jogar. Ele sofre como os outros no início do campeonato. É um jogador importante, é um pivô que trabalha com os dois pés, é ótimo na bola aérea. Então, é um cara que vai ser muito útil nesta temporada”, declarou o treinador.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.