Atlético volta do Sul com mais três pontos contra o Coritiba.

Com gol marcado por Sasha ainda no primeiro tempo, o Atlético vence mas é pouco efetivo.

Cristiano Medeiros

 

            A eficiência que o torcedor atleticano viu no jogo contra o São Paulo não voltou a se repetir na partida de ontem (6), contra o Coritiba no Couto Pereira. O gol da vitória por 1 a 0, saiu ainda na primeira etapa, aos 33 minutos, com o atacante Eduardo Sasha pegando rebote de uma finalização de cabeça. Além disso, o Coritiba teve algumas chances importantes e passou perto do empate.

            A vitória não foi fácil, o Galo até começou no campo de ataque, tendo bola na trave com chute de Guga, a posse de bola a seu favor, com quase 70% e algumas outras chances que passaram perto. Mas viu, em alguns momentos, principalmente no segundo tempo, um Coxa disposto a dificultar a partida e tentar o empate, o que não foi possível graças às defesas de Rafael e a boa atuação da zaga, que apesar de dar espaços para os contra-ataques, soube se portar e eliminar o perigo em momentos cruciais.

            No ataque, o Atlético se fez pouco efetivo, demonstrando que a equipe ainda vive lampejos do amadurecimento que Sampaoli tanto prega. Com boas chances desperdiçadas por Keno e Savarino, o que chamou a atenção, foi de fato, o faro de artilheiro de Sasha que não perdoou na oportunidade mais clara que teve. Segundo a análise pós jogo do treinador argentino “Os erros podem custar caro ao Atlético”.

            O Atlético foi ao sul para buscar os três pontos que o garantiam no G4 até a próxima rodada, e o faziam encostar no Inter, que segue como líder, dois pontos a frente, e o São Paulo, segundo colocado, que tem apenas um. Agora, o Atlético encara o Santos na Vila Belmiro, na quarta-feira às 21:30,  e a partida marca o reencontro entre Jorge Sampaoli e seu ex clube.

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.