sexta-feira, 31 de Julho de 2015 10:36h Atualizado em 31 de Julho de 2015 às 10:37h.

Atletismo Brasileiro encara competições internacionais e com excelentes resultados

O Brasil subiu ao pódio no primeiro dia do Mundial de atletismo de menores, disputado em Cáli, na Colômbia

Nos 100 m masculino, Derick Silva cravou 10s49 e ficou com a medalha de prata, tendo sido superado apenas pelo japonês Abdul Hakim Sani Brown, que bateu o recorde do campeonato pela segunda vez no dia ao cruzar a linha de chegada em 10s28. O britânico Rechmial Miller, com 10s59, ficou com o bronze. “Estou muito feliz com a medalha de prata e sei que posso melhorar ainda mais a marca, mas agora é hora de comemorar. Continuem torcendo para os atletas do Brasil que ainda vão competir”, disse Derick.
O Brasil teve ainda Paulo Camilo de Oliveira na final da prova, terminando em oitavo lugar, com 10s83. No decatlo, após as cinco provas do primeiro dia, Caio da Silva ocupa a quarta posição, com 3.650 pontos – o também brasileiro Anderson Silva abandonou a disputa. O líder é o francês Ludovic Besson, com 4.106 pontos. Nos 400 m com barreiras feminino, Laila Neres não concluiu a prova preliminar.

Eberson Matucari Silva. O nome ainda é desconhecido, mas tem tudo para tornar-se familiar nos próximos anos. Neste mês, o mato-grossense conquistou uma histórica medalha de bronze no Campeonato Mundial de Menores de Atletismo, em Cáli, na Colômbia. Ele também vai representar o Brasil no Pan-Americano Juvenil de Atletismo, no Canadá, com atletas até quatro anos mais velhos. Mesmo adolescente, Eberson já é nome forte para os Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio.

No Mundial da Colômbia, Eberson saltou nada menos do que 7,76 metros. Só ficou atrás do cubano Maykel Massó, com 8,05 m (recorde do campeonato), e do australiano Darcy Roper, com 8,01 m. A melhor marca da carreira não poderia ter vindo em melhor hora para o mato-grossense, que disputou sua primeira competição em nível mundial.

Os números são impressionantes. Para efeito comparativo, o Brasil teve dois representantes nos Jogos Pan-Americanos de Toronto no salto em distância: Higor Alves, 21, e Alexsandro Melo, 19. Alexsandro foi eliminado ainda na fase classificatória, saltando 7,51 m. Higor até se classificou para a final, mas saltou apenas 7,60 m na decisão. Desta forma, os dois representantes do Brasil no Pan de Toronto saltaram menos do que Eberson (7,76 m), relembrando, um menino de apenas 15 anos.
Com 28 atletas, a Seleção Brasileira de Atletismo participa do Campeonato Pan-Americano de Atletismo de Juvenis, que começará nesta sexta-feira, no Foote Field Sports Complex, em Edmonton, no Canadá. O evento reúne 450 atletas com até 19 anos de 42 países.

O Pan Juvenil é disputado desde 1980, quando a primeira edição foi realizada em Sudbury, igualmente no Canadá. Entre os grandes nomes que participaram da competição estão campeões olímpicos como Joaquim Cruz, Usain Bolt, Carl Lewis e Caterine Ibargüen. A última edição do Campeonato foi disputada em 2013, na cidade colombiana de Medellín.

Outros brasileiros que competem nesta sexta-feira (horário de Brasília):

13h30 - Hellerson Pereira da Costa – decatlo
13h40 - Ana Lays Bayer - Final lançamento do martelo
14h15 - Juliana de Menis Campos - Final salto com vara
20h20 - Bruno Germano Spinelli - Final salto com vara
20h55 - Liliane dos Santos Mariano - Preliminar dos 800 m
22h20 - Daniel Ferreira do Nascimento - Final dos 5000 m

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.