quarta-feira, 23 de Novembro de 2011 13:18h Luciano Eurides

Auto Luz conhece a força do Canab’s

Uma das favoritas ao titulo de campeão da Copa Divinópolis de futebol, a Auto Luz, caiu diante do Canab’s na partida de ida, da segunda fase da competição. O placar de 6x4 assustou o time de Hagamenon. O Bar do Zé Henrique, rei dos empates, mais uma vez empatou, essa com o DMC em 2x2.
O Canab’s entrou em campo fervendo. Nada parecia deter o time. Aos dez minutos Ricardinho abriu o placar, aos 14 Nigéria dominou na intermediária e sem deixar a bola cair emendou para o gol e fez 2x0. A reação do Auto Luz veio com Luiz Antônio, ele entrou sozinho, na frente da zaga e com muita categoria tirou o goleiro e diminuiu o marcador. Aos 31, Pelada correu pela esquerda, driblou o zagueiro e na saída do goleiro bateu por cobertura e fez 3x1. Aos 36, Ricardinho levou toda a defesa e deixou pelada na cara do gol para ele driblar o goleiro e entrar com bola e tudo. O time do Auto Luz parecia não acreditar, mas o Canab’s queria mais, aos 37, Nigéria fez o quinto gol, em pleno desânimo do adversário, dando início a uma sonora goleada:5x1.
No intervalo do jogo certamente uma conversa mais dura entre os jogadores do Auto Luz e logo a um minuto de jogo conseguiu um pênalti, Hagamenon cobrou e marcou, fazendo 5x2. Aos 14, a Auto Luz chegou a diminuir o marcador com Jackson. O balde de água fria na reação do time de Osmane e Max foi o gol de Nathan, aos 16, de falta fez o sexto do time. Luiz Antônio ainda tentava e aos 26 diminuiu o marcador, o time então teve Hagamenon expulso. O Canab’s se aproveitou da vantagem numérica, tanto no número de atletas quanto no placar e saiu vitorioso. Para a partida de volta uma nova vitória do Canab’s ou mesmo um empate garante a equipe na terceira fase. Para o Auto Luz somente a vitória interessa, podendo ser por qualquer placar, que a decisão vai para os pênaltis.

 

 

DMC 2x2 BAR ZÉ HENRIQUE


O time do DMC abriu o placar logo aos dez minutos de jogo. O Bar do Zé Henrique tentou reagir. Em um ataque rápido, o goleiro do DMC pegou a bola nos pés do jogador adversário que trombou nele e caiu. No entendimento do árbitro houve pênalti. Rodolfo cobrou e empatou. No intervalo, a arbitragem decidiu acionar a Policia Militar por entender não haver segurança suficiente para a continuidade do jogo.
O DMC reclamava muito, o pênalti, uma expulsão e ficaram nervosos. O intervalo maior que o programado proporcionou ao DMC conversar e se acalmar, isso deu a eles uma nova apresentação. Aos 17 minutos Edmar recolocou o time a frente no marcador.
Com um homem a mais o Bar do Zé Henrique buscou de todas as formas o gol de empate. Aos 30, Vinicinho entrou livre, driblou o zagueiro e o goleiro e tocou para Ícaro em posição de impedimento. Aos 42, Rodolfo recebeu na esquerda e mesmo com pouco ângulo deu números iguais ao marcador, 2x2.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.