quarta-feira, 15 de Maio de 2013 06:12h Luciano Eurides

Bernard é convocado para a seleção e Ronaldinho Gaúcho está fora

Aos 20 anos, o baixinho (1,68 m) Bernard Anicio Caldeira Duarte desbancou gigantes da seleção brasileira.

Aos 20 anos, o baixinho (1,68 m) Bernard Anicio Caldeira Duarte desbancou gigantes da seleção brasileira. Revelado e destaque do Atlético-MG no último Campeonato Brasileiro e nesta Libertadores, o meia-atacante foi convocado por Felipão para a Copa das Confederações, que será realizada em junho deste ano, no Brasil, deixando veteranos consagrados, como Ronaldinho e Kaká, de fora.

O meia-atacante (joga como um ponta esquerda no Galo) foi convocado pela segunda vez na  última terça-feira. Na primeira, defendeu a seleção no Superclássico das Américas, em 2012, contra a Argentina. A chegada de Cuca no clube mineiro foi fundamental para catalisar o talento do atleta. Com o treinador no comando, o Atlético-MG, vice campeão, fez uma ótima campanha no último Campeonato Brasileiro, no qual Bernard fez 11 gols e conseguiu manter-se regular nas 36 partidas disputadas.

Na Copa Libertadores desta temporada, Bernard marcou três gols em seis jogos, sendo todos (hat-trick) contra o Arsenal de Sarandí, na Argentina, pela fase de grupos. Agora o time, classificado às quartas de final, aguarda o vencedor de Palmeiras x Tijuana. Com esta convocação, Luis Felipe Scolari prefere apostar em uma equipe mais jovem, veloz e dinâmica. Com características semelhantes à de Neymar e Lucas, Bernard é driblador e opção para ser segundo atacante (com mais mobilidade, atrás de um centroavante), provavelmente disputando vaga com o camisa 11 do Santos.

A seleção brasileira estreia no torneio do dia 15 de junho, contra o Japão, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Em seguida, enfrenta ainda México e Itália pela primeira fase da competição.
Na lista anunciada por Luiz Felipe Scolari, nesta terça, Diego Cavalieri, Jean e Fred representam o clube carioca. Desses, apenas Fred deverá ser titular do time que inicia a competição.

O centroavante é um dos artilheiros da nova "Era Scolari". O atacante marcou três gols, mesmo número de Neymar. Todavia, Fred marcou nos jogos "que realmente interessavam", ou seja, aqueles em que o Brasil jogou com a seleção completa e contra seleções de mais nível. Fred fez um gol contra cada um dos três primeiros rivais depois do retorno de Felipão ao Brasil: Inglaterra, Itália e Rússia. Já Neymar fez seus três gols contra Bolívia e Chile, com seleções formadas por atletas que atuam nesses países.
Diego Cavalieri, por sua vez, foi titular nas partidas contra Chile e Bolívia, e deve ser o segundo goleiro de Felipão. Júlio César será o titular, enquanto Jéfferson deverá ser o terceiro goleiro. Diego se destacou no Campeonato Brasileiro e foi convocado pelo treinador nas últimas partidas.

Por fim, Jean, que joga como volante improvisado na lateral-direita, foi convocado para ser reserva de Daniel Alves. Nas partidas do Brasil contra Chile e Bolívia, Jean foi titular pela direita. O atleta ainda entrou em campo contra Inglaterra e Itália, jogando ao lado de Daniel Alves.
O Bayern de Munique e o Paris Saint-Germain, com dois convocados cada, aparecem em segundo na lista, com Dante e Luiz Gustavo representando o primeiro, Thiago Silva e Lucas representando o segundo.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.