quinta-feira, 24 de Novembro de 2011 10:50h Atualizado em 24 de Novembro de 2011 às 13:26h. Luciano Eurides

Boa usa TJD para não jogar em Divinópolis

O Boa Esporte entrou com uma liminar no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) e conseguiu adiar o jogo marcado para hoje no Farião. A Federação Mineira de Futebol (FMF) foi comunicada da decisão e remarcou a primeira partida da semifinal para o dia 29, em Varginha. O motivo é uma partida decisiva para a equipe boveta, no sábado pela série B do Campeonato Brasileiro.


A decisão foi concedida pelo auditor vice presidente do TJD Guilherme Octávio Santos Rodrigues e determinou ainda um lapso temporal de 66h entre as partidas e o jogo a ser realizado pelo Boa pela série B do Campeonato Brasileiro. Determinou ainda que a primeira partida seja em Varginha e o jogo de volta, seja remarcado. O documento somente foi protocolado na entidade máxima do futebol mineiro às 16h16min de ontem.


A situação no Waldemar Teixeira de Faria teve dois lados distintos. Pela diretoria a indefinição era total. A demora em se confirmar a veracidade das informações, se houve impetração ou não e até mesmo na decisão final deixava os bastidores completamente travados. Para o diretor de futebol do Guarani, Renato Montack o time fica com dificuldades de cumprir prazos e terá de rever planos. “influencia tudo, além do trabalho técnico e tático que se faz durante a semana, trabalho de logística, preocupação com o término de alguns contratos e haverá prorrogação de campeonato, teremos de ver muitas coisas”, disse e contou que o treinador Gian Rodrigues já trabalhava de forma a aguardar essa situação. “Ele já estava esperando e tem alguns dias para montagem da equipe e até mesmo recuperação de atletas”, garantiu.


Dentro das quatro linhas o trabalho continuou. Um recreativo foi comandado por Gustavo Brancão. Na realidade, teve um intuito pedagógico e o trabalho feito em espaço reduzido. Isso dá ao jogador maior rapidez, inclusive de raciocínio. Os atletas Tiago Carvalho, que saiu machucado na partida contra o Nacional, em Nova Serrana não participou do trabalho. Robertinho e Hernani trocaram as chuteiras pelos tênis, e foram protagonistas da parte boa da história, um tempo maior para recuperação. Nem sempre o atleta gosta de ficar tanto tempo sem jogo  e pode quebrar o ritmo crescente do bugre, mas os atletas tentam se manter alheios a essa questão. “Não gostamos de ficar tanto tempo sem jogar, mas isso é para a diretoria decidir”, afirmou Carvalho.


A decisão altera todo o calendário da FMF e dos clubes. A partida de volta deve ser marcada para dia 3 de dezembro, no Farião. As finais ficando para dia 7 e 11 de dezembro

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.