terça-feira, 31 de Julho de 2012 14:26h Luciano Eurides

Brasil de ouro e competitividade nas Olimpíadas de Londres

O primeiro dia de disputa por medalha em Londres 2012 foi verde-e-amarelo. No melhor início de competição olímpica do país, o Brasil somou três medalhas à sua coleção, uma de cada cor. Sarah Menezes escreveu seu nome na história ao ser tornar a primeira judoca brasileira a conquistar o ouro olímpico. Já Thiago Pereira entrou para o seleto grupo dos medalhistas olímpicos da natação brasileira, com a prata obtida no Centro Aquático de Londres, enquanto Felipe Kitadai ajudou a elevar o judô brasileiro à condição de esporte número 1 do país quando o assunto é medalhas olímpicas conquistadas.

 


Sarah não chorou no pódio enquanto ouvia o Hino Nacional Brasileiro tocar. A bandeira do Brasil estava no lugar mais alto do Excel Center por causa dela, mas a judoca se manteve firme, como em todas as lutas que disputou. “Na verdade, eu chorei muito depois da semifinal. Senti que precisava desabafar. Aquela ansiedade toda estava me amarrando”, explica. Deu certo. “E acabou que a final foi a luta mais fácil da competição”, relembra a medalhista de bronze nos Jogos Pan-americanos Guadalajara 2011 e tricampeã das Olimpíadas Escolares.

 


Caçula da delegação brasileira nos Jogos Olímpicos Londres 2012, a canoísta Ana Sátila, de apenas 16 anos, teve uma primeira experiência olímpica repleta de suspense e drama na prova K1 1000m de canoagem velocidade, na tarde desta segunda-feira, 30, no Lee Valley White Centre. Por mais de meia hora, a jovem atleta viu seu nome figurar entre os 15 primeiros colocados, o que lhe garantiria um lugar na semifinal. No entanto, a menos de cinco minutos do fim, uma boa volta da austríaca Corinna Kuhnle a jogou para a 16ª colocação e a deixou de fora da competição.

 

Depois de uma estreia tranquila no torneio de vôlei de praia dos Jogos Olímpicos Londres 2012 diante de uma desconhecida dupla das Ilhas Maurício, Juliana e Larissa tiveram seu primeiro desafio real na competição nesta segunda-feira, 30 de julho. E passaram com facilidade no teste: a parceria brasileira derrotou as alemãs Katrin Holtwick e Ilka Semmler, velhas conhecidas de Circuito Mundial, por 2 sets a 0, com parciais de 21/18 e 21/13, em 42 minutos de partida.  Com o resultado, Juliana e Larissa assumem a liderança isolada do Grupo A, com 4 pontos ganhos. A parceria alemã e as tchecas Hana Klapalova e Lenka Hajeckova, rivais das brasileiras na próxima partida, na quarta-feira, dividem o segundo lugar, com 3 pontos após uma vitória e uma derrota na chave.

 

FUTEBOL

 

O Brasil saiu de campo com uma vitória por 3 a 1 em cima da Bielorrússia no domingo. Ontem houve treino de relaxamento e regeneração muscular. Os jogadores ficaram no Hotel Hilton, em Newcastle, onde estão concentrados para o jogo de quarta-feira contra a Nova Zelândia.

 


Durante os últimos dias os jogadores conviveram em um ambiente em que o espírito olímpico prevaleceu.  As quatro seleções ficaram em uma parte do hotel em que os restaurantes e as salas de preleções ficavam lado a lado, tendo ainda o salão de jogos em uma área comum, o que permitiu que os jogadores se divertissem como amigos.
 

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.