sexta-feira, 3 de Agosto de 2012 13:10h Gazeta do Oeste

Brasil luta, mas tomba pela quarta vez e se despede no basquete feminino

 De uma forma ou de outra, as três primeiras derrotas estavam em algum canto do script. Contra França, Rússia e Austrália, a seleção feminina de basquete não conseguiu se impor, e a missão de avançar à próxima fase nas Olimpíadas de Londres se reduziu a dois jogos. Bastou o primeiro para emitir a passagem de volta. Nesta sexta-feira, a equipe viu o Canadá abrir 14 pontos na etapa inicial e, para ficar mais sofrido, ainda emplacou uma reação heroica que bateu na trave. No fim, um doloroso 79 a 73 que manda as meninas de volta para casa antes da hora. Assim como aconteceu em Pequim, a seleção se despede de mãos vazias, eliminada na fase de grupos e com lágrimas nos olhos.

 

 Uma das poucas a se salvar na desastrosa campanha brasileira em Londres, a pivô Erika mais uma vez foi o grande nome da partida com 22 pontos e 12 rebotes. A pivô Clarissa também deixou a quadra com um duplo-duplo, anotando 21 pontos e dez rebotes. Pelo lado canadense, os destaques foram as armadoras Courtnay Pilypaitis e Kim Smith, com 14 pontos cada.

 

 

Após treinar por mais de dois meses com Iziane, a ala repetiu o filme de 2008 e foi cortada na reta final da preparação por indisciplina - desta vez, levou o namorado para o quarto do hotel. Sem ela, o técnico Luís Cláudio Tarallo teve de refazer o desenho do ataque, e as mudanças não foram suficientes. A equipe fez jogos apertados, mas não conseguiu vencer. Agora tenta a vitória de honra, como aconteceu em Pequim, diante da Bielorrússia na última rodada.

 

 

 

 

 

G1

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.