quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011 00:00h

Brasil segue invicto no Sul-Americano sub 20


O Brasil encerrou com vitória sua participação na fase de classificação do Sul-Americano Sub-20 do Peru. Com o 1 a 0 sobre o Equador na noite de terça-feira, no Estádio Jorge Basadre, gol de Henrique, o time chegou aos 10 pontos ganhos e, mesmo folgando na última rodada, não pode ser alcançado por nenhum adversário.
O time volta a campo na segunda-feira, às 22 horas (de Brasília), quando enfrenta o segundo colocado do Grupo A, que pode ser Uruguai ou Chile, já valendo pelo hexagonal final. No Grupo A, a Argentina também se classificou em primeiro.

A Seleção Brasileira, modificada por Ney Franco em função do regulamento - alguns jogadores, pendurados pelo cartão amarelo, não poderiam correr o risco de ficar de fora da primeira partida do hexagonal - começou tocando a bola em busca do entrosamento necessário para um time que não jogara junto antes.

O time brasileiro controlava o jogo com tranquilidade, mesmo sem conseguir ser objetivo na frente, e mostrava muita segurança atrás, nos momentos em que o Equador tentava incomodar, com dois atacantes muito rápidos. Saimon e Romário, principalmente este, anulavam todos os lances ofensivos do adversário e tinham a ajuda dos laterais Galhardo e Gabriel Silva, eficientes na marcação, além de Fernando e Zé Eduardo na proteção.

Na frente, Alan Patrick, com uma jogada de efeito, provocou a expulsão de um adversário, o que facilitou as coisas para a Seleção Sub-20. Antes, em jogada que Oscar acertou um passe preciso, Henrique completou com categoria e fez 1 a 0.

No segundo tempo, o Brasil voltou mais solto e mais ofensivo. Galhardo passou a apoiar mais pelo seu lado, e o time conseguiu lances de maior perigo para o Equador, ficando muito próximo do segundo gol.

Ney Franco tirou Zé Eduardo e Alan Patrick, substituídos por Lucas e Willian. Mas Lucas sequer teve tempo de jogar - levou o cartão amarelo e o técnico foi obrigado a substituí-lo também, para que não corresse o risco de levar o segundo.

Alex Sandro entrou em seu lugar, foi jogar no meio-campo e o time continuou mandando no jogo. Na base do toque de bola, chegava em posição de concluir, mas faltava sempre o passe certo para o chute final.

O Equador continuava lutando e tentava se aproveitar dos contra-ataques para ameaçar o gol de Aleksander, que salvou gol certo aos 28 minutos com bela defesa. Os equatorianos tiveram outra grande oportunidade logo a seguir, mas o travessão salvou o que seria o gol de empate.

O Brasil respondia com ataques perigosos. Diego Maurício, em jogada individual, saiu em velocidade desde o meio-campo, chutou cruzado, mas a bola passou perto, para fora.

No lance seguinte foi a vez de Willian, em sua jogada característica, girar sobre o zagueiro e chutar forte de fora da área para quase marcar.

O jogo chegava ao seu final corrido e muito disputado. Os equatorianos brigavam atrás do empate. O Brasil buscava o segundo gol que liquidaria a partida. Mas o que prevaleceu foi mesmo o gol de Henrique e a vitória por 1 a 0 que deu à Sub-20 o primeiro lugar no seu grupo, com três vitórias e um empate em quatro jogos.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.