sexta-feira, 3 de Agosto de 2012 12:20h Gazeta do Oeste

Brasil vence a China e mantém chances no vôlei feminino

A seleção brasileira venceu a China por 3 sets a 2,com parciais de 25/16, 20/25, 25/18 e 28/30 e 15/10, na manhã desta sexta-feira, em Londres, e respira aliviada no torneio olímpico de vôlei feminino.

A seleção brasileira venceu a China por 3 sets a 2,com parciais de 25/16, 20/25, 25/18 e 28/30 e 15/10, na manhã desta sexta-feira, em Londres, e respira aliviada no torneio olímpico de vôlei feminino.

 

Na próxima rodada, o Brasil encara a Sérvia e precisa de uma vitória por 3 sets a 1 ou 3 sets a 0 para manter boas chances de classificação à próxima fase. A missão brasileira, no entanto, não é das mais indigestas. A Sérvia é o pior time da chave e perdeu todos os jogos que disputou até o momento.

 

 

A vitória sobre a China mantém a chance de o Brasil seguir sua rotina histórica. Desde 1992, em Barcelona, o time feminino alcança ao menos a semifinal olímpica. Neste período, o Brasil já conquistou três medalhas, com dois bronzes e um ouro.

 

A seleção torce agora contra a Turquia para entrar na última rodada dependendo apenas de seus resultados. Uma derrota do time turco por 3 sets a 0 ou e sets a 1 faz o time de José Roberto Guimarães depender apenas de seus resultados para avançar à próxima fase.

 

As turcas encaram a Coréia do Sul na rodada desta sexta-feira. O time asiático venceu o Brasil por 3 a 0 na última rodada e complicou a situação brasileira no grupo. Na outra partida da rodada desta sexta, os Estados Unidos encaram a Sérvia.

 

 

Após vencer o primeiro set com tranquilidade e perder o segundo, o Brasil voltou a jogar bem na terceira parcial. Concentradas no saque e com ataque afiado, as brasileiras deram poucas chances às chinesas.

 

No entanto, o time de José Roberto Guimarães voltou a oscilar emocionalmente no quarto set. Após ter 24 a 21, a equipe permitiu a virada chinesa. No tie break, a equipe voltou mais atenta e conseguiu vencer o set por 15 a 10.      

 

 

 

 

 

 

IG

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.